top of page
Buscar

Somos seres inteligentes

Por Padre Ezequiel Dal Pozzo


Foto: Sharefaith

Os seres humanos são dotados de inteligências, de várias inteligências. O que é inteligência? A palavra inteligência é a capacidade de discernir, de separar, de peneirar entre as diferentes alternativas. É a capacidade de tomar uma decisão oportuna, uma decisão certa. Uma pessoa inteligente é de fato uma pessoa que sabe separar o essencial, daquilo que é secundário, o valioso, daquilo que carece de valor. Por isso a inteligência é uma capacidade de discernimento. A palavra inteligência, intelligere, é uma palavra composta que significa escolher ou ler. Ser inteligente é assim, saber escolher a melhor alternativa entre as várias. Também ler dentro das coisas, ler o sentido das coisas. Isto somente é possível se antes de escolher, a pessoa tiver capacidade de deliberar. A inteligência permite consultar por meio da memória, as experiências do passado. Permite antecipar, mediante a imaginação, permite pensar hipoteticamente o que vai ser o futuro. A gente, através da inteligência, diz “isso pode me levar a tal situação”, esta capacidade quando chega ao seu pleno exercício salva o ser humano de muitos fracassos da vida, abre portas para a conquista do êxito pessoal do nosso êxito afetivo, profissional. A condição humana é marcada pela necessidade. O ser humano é o animal mais desprovido, nasce nu, descalço, desarmado, porém, em lugar de defesas, foram lhe dados recursos. O grande filósofo Aristóteles dizia que as mãos é a mente pelas quais supera todos os demais seres e de certo modo, arranja para si tudo que precisa. A inteligência é o recurso que dá abertura para o todo da vida, para a possibilidade de perceber a verdade. Esta capacidade da inteligência nos permite transcender, ir além das aparências. Por isso, a inteligência tem a ver com capacidade de aprender, de compreender, de conhecer. Na psicologia, a inteligência é a capacidade e a habilidade para responder de maneira mais adequada possível às exigências que o mundo apresenta. Ela habilita a refletir, ponderar, examinar, rever, interpretar a realidade. Por isso, meu caro leitor, todos nós somos inteligentes, mas nós precisamos buscar, ser pessoas de busca, não parar no básico simplesmente e viver a vida de uma forma leviana. A pessoa inteligente tem a capacidade de ir se aprofundando sempre mais nas suas conquistas, nos seus conhecimentos, na compreensão da vida, na compreensão do ser humano e também na abertura à Deus e o seu amor.




Padre Ezequiel Dal Pozzo é graduado em Filosofia e Teologia e mestre em Teologia Sistemática e acredita que a música tem poder de formar o espírito. Por meio de suas músicas e textos, busca ajudar as pessoas a encontrarem o verdadeiro sentido da vida. (contato@padreezequiel.com.br)


Comments


bottom of page