Buscar

Quando a polícia abre caminhos

Atualizado: Jul 10

Por Coronel Camilo

A história de Heitor, de 2 anos, que precisava realizar um transplante de coração com urgência repercutiu nas redes sociais. A família da criança seguia viagem da Baixada Santista até a capital, em janeiro, quando se depararam com um congestionamento na rodovia que liga o litoral a São Paulo. Os pais do menino tinham que comparecer rapidamente ao Instituto do Coração (Incor) que fica na região de Pinheiros, e onde o filho estava internado há cerca de 2 meses e meio.


Naquele instante, policiais militares faziam o patrulhamento na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, quando receberam a informação de que a equipe do Soldado Castilha que o pai do bebê pediu ajuda aos PMs para poder chegar logo ao Incor. O Cabo Ferreti e os soldados Renno, Diemes e Mathias foram até o carro da família (pai e mãe) para abrir caminho na estrada. Caso não chegassem rapidamente, não seria possível que assinassem a documentação e tampouco acompanhar a cirurgia delicada.


Com a ‘escolta’, tudo terminou bem. Depois de todo o ocorrido, os pais de Heitor disseram aos PMs que havia dado tudo certo na cirurgia do bebê. Ao longo do percurso, no próprio carro da família, enquanto o pai dirigia às pressas, a mãe gravou um vídeo agradecendo, emocionada. Heitor, segundo os familiares, tinha passado por quatro operações.


Esse e outros desfechos positivos nem sempre chegam ao conhecimento da população. Neste caso mais recente, houve repercussão, mas nem sempre isso ocorre. Outra questão curiosa é que centenas de casos são atendidos pela PM e fogem à rotina.


Um exemplo interessante foi registrado no domingo, dia 2, envolvendo uma maritaca, muito comum na cidade de São Paulo. Policiais militares do 21° Batalhão, na zona leste, faziam o trabalho rotineiro quando encontraram a ave no asfalto, com indícios que ela havia despencado de uma árvore. Prontamente o Cabo Martins e o Soldado Rodrigues a ajudaram com a própria farda. Eles usaram o uniforme para amparar a ave até leva-la a um setor responsável de policiamento ambiental. A espécie estava com a asa quebrada impedida de voar.


No dia 30 de janeiro, na cidade de Santo André, a PM encontrou um homem na rua que aparentava confusão mental. Após algumas conversas, a residência do cidadão foi localizada e ele pode voltar para a casa, pois estava desaparecido. Após algumas consultas, foi descoberto que ele estava desaparecido desde dezembro. Parabéns aos nossos heróis muitas vezes anônimos. Vocês fazem toda a diferença na vida dos paulistas. Não é fácil ser policial.


Coronel Camilo é secretário-executivo da Polícia Militar. É formado em Administração de empresas pelo Mackenzie, com bacharelado em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul e pós-graduado em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIAP e em Gestão de Segurança Pública pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

17 visualizações

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br