top of page
Buscar

Londres e os melhores parques do mundo

Por Paulo Panayotis


O mundo continua sua lenta e gradual reabertura após quase dois anos de pandemia. Então? Pensando em viajar? Em ir para o Reino Unido? Para Londres? Pois aqui vão algumas dicas de parques para quando você for, ok? E aqui, no portal do Consulado Geral do Brasil em Londres, mais informações http://cglondres.itamaraty.gov.br/pt-br/viagem_ao_reino_unido.xml


Londres, Inglaterra. São rosas? Sim eram rosas. Nunca me esquecerei. Era a primeira vez que visitava um parque inglês. Na realidade, era a primeira vez que visitava Londres, a capital da Inglaterra. Além das rosas, dezenas de outras flores multicoloridas brigavam pelo olhar “embasbacado” de turistas, frequentadores habituais e desocupados de plantão. Vermelhas, amarelas, púrpuras, lindas! Estava no Queen’s Mary Gardens, ou, o Jardim da Rainha Mary. Estava embasbacado! Adoro flores. Adoro a alegria estética que elas trazem. E os ingleses também. Aliás, os britânicos em geral. Como desbravadores, os britânicos levaram seu império para grande parte do mundo. E trouxeram de volta flores e plantas do mundo inteiro. Charles Darwin, o famoso naturalista inglês que criou a teoria da evolução das espécies, foi um dos que contribuíram para esta paixão dos britânicos. Por onde passou coletou, além de fauna terrestre e marinha, milhares de flores e plantas. Catalogou tudo. De volta ao Reino Unido, espalhou sua paixão pelas famílias de todo o país. Por conta disto, foi enterrado na Abadia de Westminster rodeado de plantas, flores e jardins. Então, algumas dicas dos meus parques preferidos em Londres.

Parque Hampstead Heath, Londres, Inglaterra

Regents Park. O parque dos regentes, ou Regents Park, é um dos maiores e mais bem preservados de toda a Gran Bretanha. Foi lá que fiquei extasiado com a quantidade e qualidade das rosas plantadas. São mais de 12 mil flores de 400 variedades. De todas as cores, na primavera, a impressão é estar dentro de uma fábrica de perfumes tamanho o aroma que se desprende. Do conjunto do Regentes Park também fazem parte Open Air Theatre (Teatro a céu aberto), o Queen’s Mary Gardens, o zoológico de Londres e meu parque predileto: o Primrose Hill. Nada de excepcional no Primrose, a não ser que raramente se vê muitos turistas por lá. Eu morava a algumas quadras deste parque fantástico que abriga mais de 100 espécies de pássaros selvagens. Isto mesmo! Bem no meio de Londres, pássaros selvagens. Na primavera e no outono é comum ver os bichinhos chegando e partindo por causa do rigoroso. Detalhe: o acesso é gratuito já que muitos parques ingleses cobram ingresso. Para nós brasileiros, pagar para ir a um parque é no mínimo estranho. Mas acreditem. Vale a pena. Até porque os parques ingleses são verdadeiras obras de arte. Eu até brinco que os jardineiros devem trabalhar de madrugada pois não me lembro de ter visto algum trabalhando durante o dia.

Queen’s Mary Gardens, Londres, Inglaterra

Hyde Park. Um dos mais famosos e visitados parques ingleses, o Hyde Park é formoso, relativamente pequeno e muito bem cuidado. Inesquecível andar por lá e pedalar no lago Serpentine, conhecer o memorial da Princesa Diana ou mesmo alugar uma cadeira e ficar tomando sol vendo a vida passar.

St.James Park. Quer ver e ser visto? Então vá ao St. James. Aproveite e dê uma esticadinha a pé até o Palácio de Buckingham para ver a troca da guarda real. Imperdível por lá o Palácio de Westminster. Tudo a um passo do parque. Mas atenção: você estará sempre acompanhado por milhares de turistas.

Kensigton Gardens. Quer ver onde moram o Príncipe Willian e Kate Middleton com seus dois badalados filhos? Vá ao parque Kensigton. Chiquérrimo!

Hampstead Heath. Quer paz e tranquilidade? Natureza selvagem e distância dos turistas? Vá a Hampstead Heath. Espetacular!

Quer mais dicas? Vá até o portal www.oquevipelomundo.com.br. Por lá vídeos, dicas e mais dicas de Londres. Afinal, morei lá por duas vezes. No site você vai conhecer histórias como a do turista brasileiro que, maravilhado com a perfeição da grama nos parques, pergunta a um Londoner (quem nasce em Londres se chama Londoner) - Como vocês fazem para ter uma grama tão perfeita, impecável? - É simples, responde o inglês. Basta abrir um bom buraco no chão, plantar a grama e regar por aproximadamente cem anos. Fica assim!

Jornalista Paulo Panayotis na entrada do Parque Primrose Hil, Londres Inglaterra.

Fotos: Paulo Panayotis / Adriana Reis - © O Que Vi Pelo Mundo



Paulo Panayotis é jornalista especialista em turismo, mergulhador e fundador do Portal OQVPM - O Que Vi Pelo Mundo. Mora na Europa, tem passaporte carimbado em mais de 50 países e viaja com patrocínio e apoio Avis, Travel Ace e Alitalia.

Commentaires


bottom of page