top of page
Buscar

‎Grandes marcas evitam patrocinar clubes brasileiros

Por Roberto Maia


No Brasil as grandes empresas estão evitando parcerias com os clubes que disputam o Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores. Visibilidade é o que não falta. Mas, mesmo assim, as camisas dos times brasileiros viraram outdoors de marcas desconhecidas, de pequenas empresas, de jogos online e de aventureiros que querem apenas visibilidade rápida para empreenderem outros negócios.


Triste realidade quando comparamos com os grandes clubes da Europa e seus patrocinadores. Exemplo disso é o megapatrocínio firmado recentemente pelo Paris Saint-Germai. A companhia aérea Qatar Airways foi anunciada como a nova patrocinadora máster das camisas dos campeões franceses.


Segundo a companhia aérea do Catar, o PSG vai desempenhar um papel importante no extenso portfólio de patrocínios da Qatar Airways, conectando e engajando a marca com os milhões de fãs do clube em todo o mundo, bem como proporcionar experiências únicas para os membros do Privilege Club – que se tornarão o Programa Oficial de Passageiro Frequente do time francês.


Além disso, a Qatar Airways Holidays oferecerá pacotes oficiais de viagens para torcedores do Paris Saint-Germain, levando entusiastas do futebol de todo o mundo para Paris, para aproveitar a cidade e ver alguns dos melhores jogadores do futebol do mundo - Kylian Mbappé, Lionel Messi, Neymar Jr., Sérgio Ramos e Marquinhos entre outros. Os pacotes incluem voos de volta, acomodação e ingressos para os jogos.

Messi, Neymar, Mbappé, Sérgio Ramos e Marquinhos exibem a marca da Qatar Airways na camisa do Paris Saint-Germain. (Foto: Qatar Airways/divulgação)

E tem mais. O Aeroporto Internacional de Hamad, em Doha, eleito o Aeroporto do Ano pela segunda vez consecutiva, e o Qatar Duty Free serão o Aeroporto Oficial e o Duty Free Oficial, respectivamente, do PSG. O Duty Free também expandirá a loja oficial do clube no aeroporto para oferecer aos fãs a oportunidade de garantir uma ampla variedade de mercadorias oficiais.


Além da Qatar Airways, outra empresa global segue parceira do Paris Saint-Germain. É a rede hoteleira Accor, que nos últimos três anos foi a patrocinadora oficial das camisas do clube de Paris. Agora, com um formato diferente, irá promover pelos próximos quatro anos o seu programa de fidelidade lifestyle. Assim, a marca estará na manga da camisa de treino do PSG. O foco principal será usar os ativos do Paris Saint-Germain para oferecer experiências únicas aos membros ALL – Accor Live Limitless em todo o mundo.


Ao longo dos últimos três anos, os membros se beneficiaram de oportunidades exclusivas para conhecer os jogadores mais importantes, do PSG. Puderam assistir jogos em casa com eles a discutir o mundo esportivo enquanto desfrutavam de uma atividade de lazer diferente como ioga, kart ou música, juntos. E, ainda, ganhavam uma camisa do seu jogador favorito.


Tudo isso é possível porque o Paris Saint-Germain é um clube global que transcende o esporte e incorpora também o universo do entretenimento e da moda para se posicionar como uma marca líder em esportes e estilo de vida.


Patrocinadores fortes e ativações como as descritas acima nós não vemos no futebol brasileiro. A explicação está nos modelos de gestão dos clubes que ainda beiram o amadorismo.

Nos últimos três anos o logo do programa de fidelidade ALL – Accor Live Limitless foi exibida na camisa do PSG. (Foto: Site Oficial PSG/ psg.fr)


Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.


Comments


bottom of page