Buscar
  • Redação JBA

Exposições em 2021 para ficar de olho

Diante das incertezas que rondam 2021, os museus organizam seus calendários já prevendo a possibilidade de ajustes. Mas, se tudo seguir conforme o planejado, o ano promete grandes exposições! Confira a lista


Masp

O museu localizado na Av. Paulista pretende apresentar em agosto a mostra da escultora Maria Martins (1894-1973), com curadoria da também mineira Isabella Rjeille. Maria conquistou o eixo Estados Unidos-Europa com suas formas eróticas e viscerais, como Glebe-Ailes (foto abaixo), nos anos 40. Aqui no Brasil, porém, sua produção recebeu avaliações negativas, como a do crítico Mário Pedrosa (1900-1981).

Glebe-Ailes, de Maria Martins (Divulgação)

Instituto Moreira Salles

A escritora Carolina Maria de Jesus (acima; 1914-1977) tem sua produção apresentada em junho no Instituto Moreira Salles (IMS), enquanto Clarice Lispector (1920-1977) é o destaque da programação de julho.

As escritoras Clarice Lispector e Carolina Maria de Jesus. (Divulgação)

Museu de Arte Moderna - MAM

Obras de Anita Malfatti (acima; 1889-1964), Cícero Dias (1907-2003) e Di Cavalcanti (1897-1976) integram Moderno Onde? Moderno Quando? Modernismo e A Semana de 22. A mostra tomará o Museu de Arte Moderna (MAM) entre agosto e dezembro como parte da celebração dos 100 anos do evento histórico que propôs novas perspectivas para as artes no Brasil. Antes disso, em abril, traz um exposição que reúne obras de artistas oriundos de diversos povos indígenas.

Fachada do MAM (Foto: Paulo Altafin)

34ª Bienal de São Paulo

A 34ª Bienal de São Paulo, com o tema Faz escuro mas eu canto aconteceria este ano, mas terá início em 4 de setembro de 2021 e estende-se até 5 de dezembro. E a Japan House, como parte da programação, apresentará uma instalação da japonesa Yuko Mohri, que assina Parade (vídeo abaixo).


13 visualizações0 comentário