Buscar
  • Roberto Maia

Enquanto os rivais patinam o Palmeiras vai chegando. Novamente!

Por Roberto Maia


Não fosse o Flamengo de 2019 com Jorge Jesus no comando e o Atlético-MG de Cuca em 2021, o Palmeiras teria conquistado tudo o que disputou no Brasil e na América do Sul. A quase hegemonia do Verdão se ainda não aconteceu está bem encaminhada na atual temporada.


No Brasileirão o time de Abel Ferreira já encostou no líder Corinthians e já ocupa a segunda colocação com 12 pontos em sete jogos disputados, apenas dois a menos que o arquirrival.


Também avançou para a próxima fase da Copa do Brasil após passar pelo Juazeirense e aguarda o sorteio para saber quem será a “próxima vítima”. Os confrontos das oitavas de final serão disputados nos dias 22 e 23 de junho (jogos da ida) e 13 e 14 de julho (jogos de volta).


Mas é na Libertadores que o Palmeiras está sobrando. Atual bicampeão da América, o Verdão também está classificado antecipadamente para a próxima fase da competição. E, além disso, quebrando recordes históricos da competição.

Ao vencer o Deportivo Táchira, o Palmeiras tem agora a melhor campanha e o maior número de gols na primeira fase da Libertadores. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Na terça-feira (24), ao vencer o Deportivo Táchira por 4 a 1, no Allianz Parque, o Verdão garantiu a liderança geral entre todos os times que estarão nas oitavas de final da Libertadores, o que lhe dá a vantagem do mando de campo nas próximas fases. Mas ao bater o time venezuelano o Alviverde também alcançou as marcas históricas de fazer a melhor campanha e o maior número de gols na primeira fase do torneio continental.


Sem muito esforço, o Palmeiras conquistou os 18 pontos possíveis e marcou 25 gols. Até o momento. O artilheiro palmeirense e da competição é Rafael Navarro, que marcou sete gols. O recorde anterior pertencia ao River Plate da Argentina que, em 2020, teve o melhor ataque na fase de grupos da competição.


Outro time argentino, o Boca Juniors, também foi ultrapassado no quesito melhor campanha da primeira fase. A marca pertencia ao time xeneize que em 2015 marcou 19 gols e sofreu apenas dois.


Como visitante o time de Abel Ferreira está invicto há 15 jogos. Não sabe o que uma derrota fora de casa no torneio sul-americano desde 2019, ainda na fase de grupos, quando perdeu para o San Lorenzo (Argentina) por 1 a 0.


A história da temporada 2022 ainda está sendo escrita e tem muitos jogos pela frente. Mas o momento é do Palmeiras, que mais uma vez mostra a força do seu elenco e a capacidade do treinador português Abel Ferreira. O Verdão é o time a ser batido.

Em apenas 17 meses, Abel Ferreira disputou nove finais e ganhou cinco: duas Libertadores (2020 e 2021), Copa do Brasil (2020), Recopa Sul-Americana (2022) e o Paulistão deste ano. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Roberto Maia é jornalista, cronista esportivo e editor do portal travelpedia.com.br