Buscar
  • Redação JBA

Cinco dicas para manter a despensa organizada

Manter a despensa organizada e limpinha é a melhor maneira de conservar os alimentos e deixá-los acessíveis para o uso diário. Mesmo os ambientes pequenos não devem ser desculpa para desorganização e bagunça. O lugar que abriga os nossos mantimentos deve estar sempre limpo, prático e bem organizado.

Imagem: Freepik

Além de todos os problemas e estresse que a desorganização por si só já traz, quando se trata da despensa, a situação fica ainda pior. Muitas vezes não conseguimos nem encontrar o que precisamos e, com isso, podemos acabar comprando produtos repetidos, sem nem saber ao certo o que já temos guardado. Isso pode gerar desperdícios, gastos desnecessários ou até mesmo o risco de ingerir algum alimento estragado ou fora da validade. Confira cinco dicas como armazenar corretamente os itens na despensa, evitando desperdício e estresse.


  1. Limpe a despensa: esvazie o espaço, descarte, se necessário, os produtos vencidos e embalagens vazias e passe um pano úmido nas prateleiras, usando uma mistura de cravo da índia com vinagre de álcool. A mistura ajuda a eliminar cheiros indesejáveis e a afastar insetos. Lembre-se que manter os alimentos em boas condições de conservação é essencial para que mantenham a qualidade e o sabor preservados.

  2. Separe os alimentos e organize o local: assim que a despensa estiver limpa, agrupe os alimentos em categorias. Por exemplo: biscoitos doces e salgados, arroz, feijão, massas e outros itens em geral. De acordo com cada categoria, distribua-os nas prateleiras disponíveis, colocando os itens mais pesados em níveis mais baixos e alimentos mais leves em níveis mais altos.

  3. Armazene da forma correta: os alimentos que já estão abertos (como os biscoitos) devem ser tirados da embalagem original e colocados em potes de plástico ou vidro transparente bem fechado. É importante não misturar os sabores ou os tipos de biscoitos para evitar interferência no sabor. A maioria dos alimentos se conserva por bastante tempo se respeitado o armazenamento correto em ambiente seco e fresco.

  4. Coloque etiquetas: já que as embalagens originais dos biscoitos serão descartadas, é importante identificar os potes em que foram colocados com uma etiqueta, indicando o prazo de validade que constava na embalagem original. Afinal, segurança alimentar é tudo. Os biscoitos, geralmente, são consumidos com mais frequência. Por isso, devem ser enfileirados mais à frente para facilitar o acesso. A mesma regra vale para os produtos próximos ao vencimento, que devem ser dispostos mais à frente para serem utilizados o quanto antes.

  5. Aproveite bem os alimentos: com o local de armazenamento organizado, tudo fica mais fácil e evitamos o desperdício. Ponto importante: caso tenha biscoitos salgados sobrando, triture no liquidificador e use para empanar frango. E se tiver unidades doces sem recheio sobrando, use-as para fazer tortas ou pavês.

0 visualização0 comentário