top of page
Buscar

Augusto Melo e o desafio de levar o Corinthians de volta ao protagonismo

Por Roberto Maia


Durante a cerimônia de posse, Augusto Melo falou sobre o desafio que será controlar a delicada situação financeira e anunciou a contratação da Ernest & Young (EY), que fará auditoria no clube. (Foto: José Manoel Idalgo/Agência Corinthians)

No dia 25 de novembro de 2023, o Sport Club Corinthians Paulista escolheu um novo líder para conduzir os destinos do clube nos próximos anos. Augusto Melo, empresário do ramo têxtil, foi eleito presidente, recebendo expressivos 66,22% dos votos válidos, deixando para trás o concorrente André Luiz Oliveira, e colocando fim a quase 17 anos de poder do grupo Renovação & Transparência, que tem Andrés Sanchez como principal liderança.


Melo, o 32º presidente da história do Corinthians, não é apenas um torcedor fervoroso, mas também um sócio ativo do clube por mais de quatro décadas. Sua relação com o Corinthians já incluiu a posição de diretor das categorias de base durante a gestão de Roberto de Andrade, entre 2015 e 2018, o que lhe proporcionou uma visão interna das necessidades e desafios da instituição.


Na sua campanha eleitoral, o novo presidente apresentou propostas ambiciosas para o futuro do Corinthians. Dentre os compromissos assumidos estão a modernização da gestão do clube, a profissionalização do departamento de futebol e uma atenção especial às categorias de base.


A posse de Augusto Melo ocorreu no dia 2 de janeiro, marcando o início oficial de seu mandato, que se estenderá pelos próximos três anos, até 2026. No entanto, ele já enfrenta desafios consideráveis que exigirão sua habilidade administrativa e paixão pelo clube.


Dentre os principais desafios, a situação financeira delicada do Corinthians se destaca. Com uma dívida acumulada em torno de R$ 1 bilhão, além dos aproximados R$ 700 milhões referentes à Neo Química Arena, Melo terá que articular estratégias para reduzir essa carga financeira e colocar o clube em um caminho mais sustentável economicamente.


Augusto Melo apresentou propostas ambiciosas para o futuro do Corinthians durante a campanha eleitoral. (Foto: José Manoel Idalgo/Agência Corinthians)

Outro desafio significativo será a tarefa de formar um time competitivo capaz de recolocar o Corinthians na briga por títulos nacionais. Desde 2017, o clube não conquista um título expressivo, e Melo assume a responsabilidade de reverter esse cenário, promovendo mudanças e investindo em talentos para construir uma equipe vitoriosa. Durante seu discurso de posse, o novo presidente do Timão anunciou as chegadas do volante Raniele, do lateral-esquerdo Diego Palacios e do meia Rodrigo Garro. Disse ainda que os torcedores terão surpresas ainda no decorrer desta semana. O próximo anúncio deverá ser o zagueiro Félix Torres.


As promessas de ampliar a capacidade da Neo Química Arena em mais 20 mil lugares e a construção do alojamento para atletas das categorias de base também figuram entre os compromissos de Melo, reforçando seu comprometimento em oferecer condições adequadas para os torcedores e criar um ambiente propício ao sucesso esportivo e financeiro do clube.


Nesse novo capítulo da história do Corinthians, Augusto Melo emerge como uma figura que busca não apenas liderar, mas transformar e revitalizar o clube, garantindo infraestrutura adequada para o desenvolvimento. Resta aos torcedores aguardar com expectativas renovadas e apoiar o presidente em sua missão de conduzir o Corinthians a tempos de glória e conquistas, voltando, assim, a figurar entre os protagonistas do futebol brasileiro.




Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.


Comments


bottom of page