Buscar

Você sabe para quais países os brasileiros podem viajar durante a pandemia?

Por Paulo Panayotis


Atenas, Grécia - Notícias alvissareiras! Uma das maiores empresas farmacêuticas do mundo acaba de anunciar que a vacina vem aí! E que  #Covid19 tem os dias contados. Mesmo assim, como diria Jorge Benjor, prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém! Assim sendo, vamos esperar mais um pouquinho para viajar mas, ao mesmo tempo, já podemos sonhar mais focadamente, certo? Então, para esta semana, veja aqui quais países os brasileiros já podem viajar agora, neste inesquecível mês de novembro de 2020!


Atualmente muitos países estão com as fronteiras abertas para brasileiros. Muitos deles, no entanto, exigem a apresentação dos resultados de testes de Covid-19 na imigração e outros tantos exigem diferentes tipos de quarentena na chegada. Tudo pode mudar a qualquer instante, de um dia para o outro, mas uma coisa é certa: com o anúncio promissor de uma das vacinas, a tendência é que as pessoas voltem a viajar em 2021.


Na lista de países incluí alguns e suas exigências. Vale lembrar que esta lista é atualizada constantemente de acordo com a evolução epidemiológica. Informações também estão disponíveis no site da IATA - International Air Transport Association. O novo lockdown em vários países da Europa, como aqui na Grécia, deve começar a surtir efeito em breve e reduzir o número de casos enquanto as pesquisas de vacinas avançam.


Então, vamos lá?


Vamos começar pelo MÉXICO, que além de receber os viajantes do Brasil ainda conta com uma promoção. A locadora Avis, parceira internacional e confiável nas viagens de carro, está com uma novidade. As locações Avist Budget na América Latina e Caribe estão com 10% de desconto. Para saber mais basta acessar avisbudgetgsa.com (válido para locações de veículo que tenham início até 31/12/2020). Brasileiro não precisa de visto. Exigências: Uso de máscaras em locais públicos. Um questionário de identificação de fatores de risco de viajem deve ser apresentado à imigração na chegada. O formulário está disponível online.

A pequena e colorida cidade de Puebla, no México (divulgação)

REINO UNIDO - Brasileiros não precisa de visto. Porém, os viajantes estão sujeitos ao isolamento por 14 dias. Uma lista de isenções de isolamento está nesse link, atualizado constantemente pelo governo britânico. É preciso preencher um formulário localizador de passageiros de saúde pública, para apresentar à imigração na chegada. O formulário está disponível aqui!

Bairro de Shoereditch em Londres no Reino Unido

TURQUIA - Brasileiros não precisa de visto. Porém, os viajantes estão sujeitos à verificação de temperatura na chegada. É preciso sempre apresentar o Certificado Internacional de Vacina de Febre Amarela.

Santa Sofia, que já foi museu, igreja católica e ortodoxa, é hoje uma mesquita turca

BUTÃO - Brasileiros PRECISAM de visto. Além disso, os viajantes estão sujeitos à triagem médica e quarentena por 21 dias. Os passageiros devem apresentar na chegada um atestado médico com um resultado de teste RT-PCR coronavírus negativo. O teste deve ter sido feito no máximo 72 horas antes da partida. Também é preciso ter Carteira Internacional de Vacina de Febre Amarela em dia. A Indoasia Tours é especialista em Butão e tem vários roteiros personalizados para este, que é o “País da Felicidade”. Estive por lá e é um dos destinos que recomendo muito, apesar da distância e das exigências. Para saber mais acesse o portal www.oquevipelomundo.com.br

Jornalista Adriana Reis no Ninho do Tigre, Butão

CROÁCIA - Brasileiros não precisa de visto. Porém, os passageiros estão sujeitos à triagem médica e isolamento por conta própria por 14 dias. Para conhecer as isenções é importante consultar o site. Turistas precisam apresentar a confirmação da reserva da hospedagem e viajantes a trabalho devem ter a carta convite da empresa onde irão atuar. Há um formulário de entrada disponível no site que deve ser preenchido e enviado online antes da entrada na fronteira. 

Praia de Pula, no mar Adriático, Croácia (divulgação)

ESLOVÊNIA - Brasileiros não precisa de visto. Porém, os passageiros que não apresentarem atestado médico com resultado negativo do teste coronavírus (Covid-19) emitidos no máximo 48 horas antes da chegada podem ficar sujeitos à quarentena por dez dias. As regras são atualizadas permanentemente nesse site.

Liubliana: a pequena capital da Eslovênia

Uma última informação: a Grécia estava com a reabertura prevista para esteve mês de novembro, mas devido à segunda onda de Covid-19 na Europa não há, por enquanto, previsão de receber os viajantes brasileiros. No entanto, com a vacina aí batendo na  porta, quem sabe o mês de dezembro não traga uma boa notícia para os viajantes brasileiros que querem realizar o sonho de conhecer ou rever a terra dos deuses? Ficou com dúvidas, quer mais dicas? Escreva para mim no ppanayotis@oquevipelomundo.com.br e boa viagem!

Jornalista Paulo Panayotis na ilha de Paros, Grécia

Fotos: Paulo Panayotis e Adriana Reis


Paulo Panayotis é jornalista especialista em turismo, mergulhador e fundador do Portal OQVPM - O Que Vi Pelo Mundo. Mora na Europa, tem passaporte carimbado em mais de 50 países e viaja com patrocínio e apoio Avis, Travel Ace e Alitalia.

7 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br