top of page
Buscar

Vamos cuidar da saúde dos rins e evitar a doença renal crônica

Por Rede D'Or

Os rins são dois pequenos órgãos fundamentais para o funcionamento do organismo. A insuficiência renal crônica é a doença renal crônica, progressiva e contínua, que ataca os rins, levando à perda da capacidade de filtragem do sangue e parando aos poucos de funcionar, comprometendo outras funções dos rins e a qualidade de vida do paciente. Outras funções dos rins:

  • filtrar e eliminar substâncias tóxicas pela urina;

  • eliminar o excesso de líquido e regular os sais minerais (equilíbrio hídrico e dos eletrólitos);

  • produzir hormônios que ajudam na formação de glóbulos vermelhos, vitamina D para absorção de cálcio e renina, que intervém na regulação de pressão arterial.

Todos os indivíduos estão sujeitos a problemas renais, mas destacam-se diabéticos e hipertensos como pacientes de alto risco.


O Nefrologista é o médico especialista no sistema urinário e rins, indicado para avaliar, diagnosticar e tratar condições como as infecções urinárias, a nefrite, as pedras nos rins, pielonefrite, a doença renal crônica e a lesão renal aguda. Por meio de exames específicos, poderá determinar o estado dos rins pelos níveis de creatinina no sangue e se há perda de proteína pela urina, além da diabetes e pressão arterial – todos fatores causadores da doença renal crônica. Outros sinais de problemas são: a diminuição da produção de urina; retenção de líquidos, com inchaço em pernas, tornozelos e pés; sonolência, falta de fome, falta de ar e fadiga; náusea e vômitos; e a presença de urina espumosa.


Como cuidar melhor dos rins

Hábitos simples no dia a dia podem ajudar a saúde dos rins e evitar doenças, como beber muita água (pelo menos 2 litros por dia). Reduzir o consumo de sal para no máximo 5 gramas por dia. Evitar ou reduzir bebidas alcoólicas e eliminar o tabagismo, além de praticar atividades físicas, usar medicamentos com prescrição médica (o alto consumo de medicamentos por conta própria é perigoso para os rins), e monitorar constantemente a pressão arterial.


Diálise e Transplante

Uma doença renal crônica não cuidada pode levar a um estado extremo com a necessidade de diálise, que até pode melhorar a qualidade de vida, mas limitará muito a mobilidade do paciente. O estágio seguinte à diálise será o transplante, que mesmo sendo um procedimento relativamente simples, pode ser evitado com prevenção. Por isso, cuidar da saúde dos rins é fundamental. E o Nefrologista é o especialista que poderá garantir a integridade dos rins e reduzir consideravelmente as probabilidades de uma doença renal crônica.

Comments


bottom of page