top of page
Buscar

Sou jovem, bonita, e quero me casar com o senhor porque é viúvo

Por Fernando Jorge


Foto: Acidgrey

Este mundo está cheio de loucos. Há poucos dias ouvi estas palavras pelo telefone:


– Acabei de ler o seu último livro, o romance Eu amo os dois, da editora Novo Século. Nesse livro o senhor descreve a sua paixão por uma bela moça. Eu soube que é viúvo e quero que se apaixone por mim e se torne meu marido.


Respondi, surpreso:


– Desculpe-me, não pretendo me casar e nem me apaixonar.


A mulher não desistiu:


– O senhor não sabe o que vai perder, se não se casar comigo.


– O que vou perder? – indaguei.


– Vai perder a minha beleza, o meu carinho, os meus beijos, o meu corpo perfeito, maravilhoso com cintura fina e pernas de Afrodite, a deusa grega da beleza. Portanto o senhor precisa me ter como sua marida.


– Marida?


– É, marida, pois será o marido de uma mulher quente como o meu fogão elétrico.


– Mas por que a senhora quer se casar comigo?


– Senhora não, senhorita.


– Está bem, mas por quê?


– Repito, porque o senhor é viúvo, e sendo viúvo, não é jovem, e não sendo jovem, casando-se comigo, poderá morrer logo e eu ficar com o seu dinheiro, a sua casa, tudo que o senhor tem de valor.


Vi imediatamente, eu estava conversando pelo telefone com uma louca, uma desequilibrada, e resolvi ser calmo, não me irritar:


– Parabéns, gostei da sua franqueza.


Ela agradeceu:


– Bondade sua, obrigado, mas se o senhor se casar comigo, eu prometo, não vou envenená-lo, só lhe darei um grande susto para o senhor morrer de repente, sem sentir nenhuma dor. Está bem assim?


Minha resposta:


– Ótimo, já que pretende me matar dessa maneira, desejo que seja a minha marida.


Concluindo, às vezes, junto dos loucos, também devemos ser loucos...




Fernando Jorge é jornalista, escritor, dicionarista e enciclopedista brasileiro. Autor de várias obras biográficas e históricas que lhe renderam alguns prêmios como o Prêmio Jabuti de 1962. É autor do livro “Eu amo os dois”, lançado pela Editora Novo Século.



Comentários


bottom of page