Buscar

Setembro Amarelo: entidade faz série de ações para combater suicídio

O Instituto Vita Alere é focado na prevenção e posvenção do suicídio

Imagem: Freepik

Um relatório feito pela Organização Mundial da Saúde no final de 2019 apontou que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio anualmente no mundo. E uma pesquisa apresentada em junho deste ano pela Associação Brasileira de Psiquiatria mostra que 89,2% dos especialistas afirmam que os quadros psiquiátricos de seus pacientes se agravaram devido à pandemia do novo coronavírus.

Os dados são alarmantes e evidenciam a necessidade de se tratar do assunto. É o que faz o Instituto Vita Alere, focado na prevenção e posvenção do suicídio e que preparou uma série de iniciativas para a “Setembro Amarelo”, campanha que existe desde 2015.

A primeira delas, com lançamento previsto para agosto, é uma cartilha que aborda temas como a identificação se alguém precisa de ajuda e como ajudar, como funcionam os serviços de saúde mental e como, quando e onde procurar ajuda. O documento fará parte do site www.mapasaudemental.com.br, lançado em maio pelo Vita Alere com apoio do Google, Unicef e ABEPS, entre outras entidades, como um guia a quem precisa de atendimento gratuito, seja presencial ou online. O objetivo dessa plataforma, que recebeu mais de 60.000 acessos em pouco mais de dois meses, é conectar gratuitamente pessoas em sofrimento mental com os serviços e profissionais especializados.

No mapa online é possível encontrar profissionais e grupos de apoio disponíveis virtualmente. Já no presencial estão endereços e telefones de diversos serviços, sempre mostrando os mais próximos da localização de cada pessoa por meio do Google Maps, como Unidades de Pronto Atendimento, Unidades Básicas de Saúde, Ambulatórios Médicos e de Especialidades, Centros de Atenção Psicossocial (segmentados para adultos, crianças e usuários de álcool e drogas), hospitais convencionais e psiquiátricos, ONGS e clínicas-escolas. Para completar, dá para localizar rapidamente contatos primordiais como do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, SAMU e CVV (Centro de Valorização da Vida). Já são mais de 150 contatos para atendimento gratuito no formato online, específicos para o período da pandemia do novo coronavírus.

Ainda como forma de prevenção, a partir de setembro o Instituto disponibilizará um baralho sobre prevenção do suicídio online para download gratuito, que pode ser usado por pais e educadores para conversas com adolescentes sobre o tema. Além disso, no canal da entidade no Youtube serão postados vídeos e realizados debates com influenciadores digitais e lançada uma campanha especial em 10/09, que é o Dia Internacional de Prevenção do Suicídio.

Já para abordar a posvenção, que se refere às atividades e cuidados para alguém que perdeu alguém pelo suicídio, também foi preparada uma cartilha específica. Nesse link, é possível encontrar outros materiais sobre como falar sobre suicídio de maneira segura e prevenção na internet.

Pioneiro no Brasil em sua área, o Instituto Vita Alere foi fundado em 2013 com a missão de promover a saúde mental do indivíduo, organizações, instituições e sociedade, com foco na promoção de saúde mental, educação sócio-emocional, prevenção e posvenção do suicídio e autolesão, sendo referência na área através do desenvolvimento de projetos, tratamento especializado, pesquisa e atividades de educação, suporte e apoio, com inovação, dedicação, respeito e cuidado. Sua equipe conta com psicólogos e profissionais das áreas de saúde e educação, bem como mestres e doutores que atuam em pesquisa, desenvolvimento de programas, educação, atendimento e acolhimento especializado em saúde mental, automutilação, prevenção e posvenção do suicídio. Atualmente o Instituto é associado ao IASP (International Association for Suicide Prevention ou Associação Internacional de Prevenção do Suicídio) onde faz parte da Força-Tarefa de Posvenção.

15 visualizações

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br