Buscar

Secretaria Municipal da Saúde disponibiliza mais R$ 120 milhões financiados pelo BID para saúde




A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) solicitou nesta quarta-feira (28) a liberação de US$ 21,5 milhões (cerca de R$ 120 milhões) de um financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para investimentos em sua rede. Até agora, foram investidos cerca de R$ 315 milhões no projeto.


O novo recurso deverá ser aplicado em telemedicina, na reforma de Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e na ampliação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).


O investimento total no programa Avança Saúde São Paulo será de US$ 200 milhões (R$ 1,150 bilhão) nos próximos cinco anos, dos quais US$ 100 milhões serão obtidos com o financiamento junto ao BID e o restante como contrapartida da Prefeitura. Entre os critérios do BID para formalização dos acordos estão a qualidade técnica da proposta, saúde e equilíbrio financeiro do tomador do financiamento.


No final do primeiro semestre de 2019, a Prefeitura assinou a contratação do financiamento de US$ 100 milhões (cerca de R$ 575 milhões) junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para projeto de reestruturação e qualificação das redes assistenciais de Saúde da cidade de São Paulo, o “Avança Saúde São Paulo”.



Obras


No total, estão previstas cerca de 150 obras distribuídas por toda a capital e 60 mil profissionais da Saúde municipal em aperfeiçoamento para atender à população nas unidades de Saúde e também nas estações tecnológicas que devem operar com a Telemedicina. Além de novas construções, partes dos recursos serão investidos para a aquisição de equipamentos de média e alta complexidade para a área da Saúde, como tomógrafos e aparelhos de ressonância magnética.


O objetivo do Avança Saúde SP é ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade dos serviços municipais no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de São Paulo. O programa teve início em agosto de 2019.


Ao todo, o programa está estruturado em quatro componentes: apoio à modernização, reorganização e integração das redes locais de atenção à Saúde; melhoria da eficiência e da qualidade do sistema de Saúde; fortalecimento da gestão da informação e incentivo à inovação e ao uso de novas tecnologias em Saúde; administração e validação do projeto.





As medidas vão possibilitar, entre outros benefícios, a criação de prontuário eletrônico, consolidação e compartilhamento de dados clínicos, que serão compartilhados entre profissionais médicos, respeitando as questões relacionadas à preservação do sigilo do paciente. Haverá um novo sistema para o gerenciamento de custos para a Secretaria Municipal da Saúde e melhoria do SAMU.


Na área de recursos humanos, parte do investimento será destinada à capacitação e formação de funcionários e prestadores de serviço, no sentido de melhorar a humanização do atendimento. A proposta é identificar as lideranças naturais da rede e transforma-las em multiplicadores - ou seja, preparar os profissionais para promover saúde e não somente tratar doenças.


Entre os resultados esperados com o Avança São Paulo estão a redução das desigualdades de acesso e de diferenças de qualidade dos serviços de Saúde entre as seis regiões do município, otimização da utilização dos recursos, com desenvolvimento de capacidades institucionais, e melhoria da relação entre custo e eficiência dos serviços.


O contrato com o BID também estabelece melhoria de índices e metas de saúde a serem atingidas no setor da saúde nos próximos cinco anos. Entre elas, redução da taxa de mortes prematuras em decorrência de doenças como Acidente Vascular Cerebral (AVC), doenças coronarianas e diabetes em homens e mulheres. Também é esperado redução do tempo médio de internações hospitalares.

10 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br