top of page
Buscar

Reserve direto com quem presta os serviços e viaje tranquilo!

Por Paulo Panayotis


São Paulo/SP – Passagens super em conta? Hotéis cinco estrelas com preços de pousada? Jantares de luxo baratíssimos? Desconfie sempre! Aliás, na grande maioria das vezes, nem compre. É golpe ou, na melhor das hipóteses, é dor de cabeça à vista e a prazo. Duvida? Então leia alguns depoimentos.

123Milhas

Minha mãe chegou em Paris com todos os papeis e códigos de reservas confirmados pela 123milhas. Nada foi encontrado no hotel com o nome dela. Ficou horas no saguão, desesperada, enquanto eu aqui no Brasil tentava resolver. Prometeram reembolsar. Ela mandou todos os documentos e até agora nada. Tivemos que pagar (caríssimo) por outro hotel. Além do prejuízo é horrível e desesperador. Thamires Guimarães.

Imagem: Paris, cidade luz e um dos mais caros e procurados destinos

HURB (ex-Hotel Urbano) Pensei estar realizando meu sonho de conhecer Tulum, no México. Aos 94 anos nunca pensei que passaria por isso pois meu sonho virou pesadelo. Minha neta comprou o pacote pela internet, pelo HURB, em novembro de 2021. Iriamos eu e ela, de avião. Não tinha data fixa, mas a previsão era entre abril e maio do ano passado, 2022. Estou chorando até agora pois não sei se estarei viva se e quando acontecer. Paula S. Kern.

Ruínas de Tulum, México

Muitos chorarão ainda...

Eu mesmo já passei por isso quando comprei, há muitos anos, uma passagem do Brasil para Hong Kong com a Decolar. Escolhi o voo, a data, paguei e? Alguns dias depois recebi um e mail da empresa dizendo que meu voo havia sido cancelado mas que, graciosamente, a Decolar me daria um up-grade na passagem mas em outro voo. Sim! Por apenas mais R$ 20 mil e poucos reais, eu poderia ir de classe executiva! Chorei de raiva e prometi, para mim mesmo, que nunca mais compraria com “atravessadores da internet”. Hoje procuro sempre comprar direto nas companhias aéreas, nos hotéis ou com uma Agência de viagem idônea e que tenha LOJA FÍSICA e atendimento pessoal!

Jornalista Paulo Panayotis em Hong Kong, China

Vai tranquilo: reserve com quem existe fisicamente!

Por diversas vezes tentei entrevistar todas as companhias acima e algumas outras que nem citei neste texto. Nada. Nem respondem. Por isso, desta vez, nem tentei. Se for procurado por alguma delas, darei o mesmo espaço para que possam responder. Duvido que me procurem. Não há interesse. E, pelo jeito, nem desculpas convincentes.

Quantas vezes, sentindo pena, vi gente de idade, senhoras com crianças de colo tentando embarcar e recebendo sempre a mesma resposta: A senhora tem que reclamar na empresa onde comprou suas passagens aéreas pois a senhora não comprou conosco. Então seu voo foi cancelado e não podemos fazer nada!

Espero honestamente, ter ajudado você que acabou de ler esse texto. Muitas vezes pagar um pouco mais caro se revela infinitamente mais barato. Boa viagem!

Jornalista Paulo Panayotis no aeroporto de Paris

Fotos: Paulo Panayotis & Adriana Reis




Paulo Panayotis é jornalista profissional, ex-correspondente internacional de Tv, escritor e viaja com patrocínio e apoio Avis e Universal Assistance.


Comments


bottom of page