Buscar
  • Redação JBA

Relacionamento tóxico, como identificar os sinais

Pode não ser muito fácil identificar um relacionamento abusivo ou tóxico. Existem comportamentos que claramente cruzam a linha do respeito – como qualquer tipo de abuso, seja físico, emocional, verbal ou financeiro. Contudo, alguns são mais sutis.

Muitas vezes ignoramos os sinais de que uma relação pode ser prejudicial. (Imagem: iStock)

O relacionamento tóxico está ganhando espaço neste período de isolamento social, tendo em vista que muitos casos, o abuso nem sempre se manifesta como violência física e mesmo assim, pode causar graves danos mentais. Quanto maior o grau de envolvimento emocional, maior a dificuldade de identificar os sinais no dia a dia, confundindo a superproteção do opressor, como prova de amor.


Segundo a psicóloga Célia Siqueira, o comportamento do opressor costuma ser disfarçado no início, impressiona com romantismo extremo a ponto de fazer a vítima acreditar que esse tipo de relação é a melhor que ela pode conseguir. Ao longo do relacionamento, suas características predominantes vão se revelando, como: controlador, possessivo, intolerante, ciumento e impulsivo.


“As pessoas com baixa autoestima, inseguras, submissas, carentes, economicamente dependentes e depressivas, são alvos fáceis. Na maioria das vezes, não conseguem identificar os abusos, mesmo com a presença de sinais óbvios, o importante é ficar em alerta com frequentes crises de ciúmes, empatia, ofensas, invasão de privacidade, chantagem emocional, excesso de críticas e controle financeiro”, diz Célia.


Apesar desse tipo de relacionamento ser comum entre casais, muitos casos também acontecem em ambiente corporativo e social. Quando reconhecido pela vítima, o importante é buscar ajuda, pois abusos psicológicos podem causar crises de ansiedade, depressão, síndrome do pânico e diversos transtornos mentais.


Abaixo, elencamos alguns sinais que podem indicar que você está em um relacionamento tóxico.


1. Seu (sua) parceiro (a) nunca assume responsabilidade

Se um lembrete simples para recolher uma toalha vira uma briga – “você sabia que eu estava passando por uma semana difícil e veio me cobrar isso agora” – é um sinal vermelho. Um(a) parceiro(a) tóxico(a) vai te culpar pelo fato de ele(a) ter te magoado de qualquer maneira. E isso vale também para analisar como você trata ele(a), não apenas o contrário.


2. Você não cuida de si mesma (o) e se sente exausta (o)

Ou seja, os sinais não são apenas sobre a outra pessoa. Seu próprio comportamento também conta. Um relacionamento tóxico não deixa espaço para seu bem-estar. Se você está negligenciando o autocuidado porque seu por exemplo, seu parceiro é super carente ou precisa da sua ajuda constante, por exemplo, é um sinal de algo tóxico. Além disso, Se parece que o relacionamento toma energia de você, eis outro sinal. E isso pode até mesmo se manifestar fisicamente. Relações tóxicas podem literalmente deixar seu corpo sem saúde.


3. Você fica ansiosa(o) e pisando em ovos ao lado dele(a)

Quando vocês passam muito tempo juntos, você se sente ansiosa(o) e com vontade de ir embora porque a qualquer momento pode começar uma briga entre os dois. Na verdade, você fica pisando em ovos porque ele(a) pode explodir por qualquer motivo. Provavelmente, essa é uma enorme bandeira vermelha de um relacionamento tóxico.


4. Ele(a) sempre está ameaçando te deixar

Esse é um movimento clássico. Seu (sua) parceiro(a) pode ter o hábito de ameaçar romper com você quando as coisas ficam tensas ou difíceis. Isso pode parecer um jogo cruel que ninguém ganha. Sempre que ele(a) está insatisfeito ou tem um problema, ele ameaça acabar todo o relacionamento, sabendo que você vai implorar para que ele(a) não vá embora.


5. Ele(a) está sempre oferecendo “criticas construtivas” – quando você não pede

Você quer alguém que te ajude a amadurecer. Mas críticas constantes podem ser confusas. Se ele(a) está sempre perguntando se você realmente precisa daquele pedaço a mais de pizza alegando que só quer ajudar, isso não é ajuda, é controle. Comportamento controlador é muito presente em relações tóxicas. Não confunda manipulação e desejo de controle com “querer ajudar”.


6. Ele(a) nunca lembra da sua agenda

Ninguém quer que o outro saiba o dia completo, mas eles devem lembrar de datas importantes da sua vida e mostrar apoio. Se ele(a) pede para você ajudar na mudança de apartamento no mesmo dia da sua apresentação de mestrado, ele(a) provavelmente não consegue se importar tanto com você quanto com as coisas dele(a) próprio(a).


7. Ele(a) sempre culpa os outros pelos seus problemas

Sempre culpar outra pessoa quando as coisas não estão indo bem – seja a mãe, alguém no trabalho, o instrutor da academia – esse é um grande sinal de comportamento tóxico,


8. Ele(a) é super competitivo

Um pouco de competição é bom, mas casais saudáveis apoiam o outro nas conquistas individuais também. Competitividade vira toxidade quando você se sente mal por suas conquistas porque isso fez o outro se sentir mal com ele mesmo.


9. Ele(a) suspeita de você todo o tempo

Todo mundo merece algum nível de privacidade e em relacionamentos saudáveis, um deve confiar no outro. Se o seu (sua) parceiro(a) quer ver constantemente seus recibos, contas de telefone, mensagens de texto, isso mostra um nível tóxico de controle. O pior é que ele(a) fica mal humorado(a) quando vê você mandando uma mensagem para alguém, ou quando você se atrasa por qualquer motivo bobo. É humilhante. Você é uma adulta(o) e não precisa de supervisão constante.

10. Você sempre tem uma desculpa para o comportamento do outro

Seja “ele(a) é emocionalmente fechado”, “ele(a) tem dificuldade para entender o meu lado”, “ele(a) teve uma semana estressante no trabalho”, isso é um problema. Todos temos nossos defeitos, mas se seu(sua) parceiro(a) não está procurando melhorar os dele para não te magoar, isso é um relacionamento tóxico.

8 visualizações0 comentário