Buscar
  • Coronel Camilo

Reforço no policiamento ostensivo

Por Coronel Camilo


A Polícia Militar paulista ganhou novos integrantes: na última segunda-feira, 222 Aspirantes a Oficial PM se formaram no curso de Bacharel em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública. São 175 homens e 47 mulheres. Os estudos, na Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), tiveram mais de 5 mil horas de aula. Uma curiosidade: sete dos formandos são da Polícia Militar do Acre e irão atuar na instituição de origem: 5 homens e 2 mulheres.

Após a formatura, o policial passa por estágio probatório, sendo considerado Aspirante Oficial PM (aquele que aspira ao oficialato). Depois, promovido, torna-se 2° Tenente PM, posto inicial da carreira de oficial da PM. Mas mesmo durante o curso, os cadetes já saem para as ruas da cidade para fazer o patrulhamento, sempre sob a supervisão de oficiais formados, é o Batalhão Acadêmico. Vivenciam as situações cotidianas enfrentadas pelos policiais com mais tempo de casa.

Durante todo o curso, os alunos, além de uma extensa carga horária, estagiam por diversas áreas da polícia para poderem estar aptos a trabalhar em qualquer unidade da PM. Há aulas de equitação, para quem se interessar em trabalhar na Cavalaria, por exemplo. Também são ministradas aulas voltadas às operações especiais.

Como tradicionalmente ocorre, o aluno fica interno na Academia, localizada na zona norte da capital. Depois passa a ir para a casa aos finais de semana. Com o momento atual de pandemia, os alunos acabaram tendo parte de suas aulas na modalidade remota, em home office, e puderam dormir em suas casas a fim de evitar contaminação pelo coronavírus.

Para mim, trabalhar na PM é um orgulho, pois a carreira é bonita e por meio dela podemos fazer a diferença na vida das pessoas. Foi com muita honra que servi diretamente nesta importante Instituição por 33 anos, nos últimos três com o privilégio de ser seu Comandante-Geral. Na família policial militar, não são raros os avós militares que formam seus filhos e depois netos, passando por várias gerações de uma mesma família.

Sou neto de Cabo PM, filho de Sargento PM e tive a honra de ter meu pai na minha formatura da Academia. Posteriormente, tive a grata satisfação de entregar para meu filho a espada, símbolo maior do oficial. Hoje ele é 1º Tenente da Polícia Militar. Na segunda-feira, os novos policiais também receberam a espada, símbolo de honra e ao mesmo tempo de responsabilidade. Meus parabéns ao primeiro colocado da turma, Aspirante Elizeu, que vi receber a espada do Governador do Estado, João Doria, em reconhecimento pela conquista.

A Academia do Barro Branco forma os futuros comandantes da Milícia Bandeirante. Forjados na hierarquia e disciplina, colunas mestras da nossa Instituição, são preparados para conduzir homens e mulheres na sua difícil missão de proteger pessoas, preservar patrimônios e como estende o Secretário da Segurança General Campos: “proteger sonhos e esperanças”.

Não é fácil: são quatro anos de intenso estudo, focados no objetivo primeiro de servir à população. Com as mais variadas aulas, o foco se dá nos direitos humanos, na polícia comunitária e na gestão pela qualidade, passando por aulas de filosofia, sociologia, psicologia, direito, administração, recursos humanos, entre outras, tudo para melhor formar esse jovem, futuro comandante, na arte de comandar.

A APMBB é referência de ensino e preparação de policiais militares que passarão a defender o cidadão de São Paulo. Desejo sucesso aos futuros tenentes. Que Deus sempre os proteja!


Coronel Camilo é secretário-executivo da Polícia Militar. É formado em Administração de empresas pelo Mackenzie, com bacharelado em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul e pós-graduado em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIAP e em Gestão de Segurança Pública pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo