Buscar
  • Redação JBA

Prefeitura inicia aplicação de testes rápidos para Covid-19 em todas as unidades de saúde

Testagem é realizada em UBS, UPAs, AMAs, Pronto Atendimentos e Prontos-Socorros da cidade A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inicia nesta quarta-feira (5) a realização de 300 mil testes rápidos de antígeno no setor de triagem das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), para identificar os casos positivos de Covid-19. O objetivo é fazer um levantamento da proporção dos casos de influenza e de Covid-19 entre os sintomáticos respiratórios da cidade. Desde o dia 30 de dezembro, as UBSs, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs), Pronto Atendimentos (PAs) e Prontos-socorros (PSs) realizam também testes rápidos para influenza.

Os indivíduos com sintomas respiratórios agudos, com pelo menos dois dos sintomas (febre, mesmo que referida, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou degustativos), serão orientados a realizar o teste rápido e, em caso negativo para Covid, a pessoa deverá realizar o teste rápido para o vírus influenza, causador da gripe. Caso o teste para Covid seja positivo, o cidadão será orientado a coletar o RT-PCR. Posteriormente, essas amostras serão encaminhadas ao Instituto Butantan, para genotipagem da variante circulante.

"Vamos fazer essa ampla testagem nas próximas duas semanas, o que nos possibilitará ter uma visão mais clara sobre o comportamento das doenças na capital. Estamos acompanhando os números de perto, para que possamos prestar a melhor assistência para a população", diz o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

A SMS lembra que, desde o dia 16 de dezembro de 2021, os testes rápidos de antígeno começaram a ser realizados nas UPAs, AMAS, PAs e PSs. A medida contribui para identificar os casos com maior rapidez e ter um melhor acompanhamento dos pacientes na cidade de São Paulo. A secretaria segue monitorando o cenário epidemiológico das doenças virais no município, entre elas a influenza. A identificação dos tipos de cepas circulantes permite avaliar o comportamento do vírus da gripe na cidade, subsidiando a SMS em suas ações de assistência, vacinação, campanhas de educação em saúde e demais intervenções pertinentes. O órgão orienta que os indivíduos sigam com medidas de etiqueta respiratória, tais como, utilização adequada de máscara, cobrindo nariz e boca, distanciamento de outras pessoas (pelo menos um metro), cobrir a boca e nariz quando tossir ou espirrar e lavar as mãos imediatamente após contato com secreções respiratórias. Esses cuidados são importantes para prevenção tanto contra o vírus influenza quanto contra a Covid-19.

A pasta ressalta que casos de influenza são de notificação compulsória para Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Nas Síndromes Gripais (SGs), são de notificação compulsória apenas os casos de Covid-19. Em dezembro de 2021 foram registrados 286.858 atendimentos a pessoas com quadro respiratório. Destes, 133.501 eram suspeitos de Covid-19. Em novembro de 2021, foi registrado um total de 111.949 atendimentos de pessoas com sintomas gripais, sendo 56.220 suspeitos de Covid-19.

Em janeiro deste ano, até o dia 3, foram realizados 20.333 atendimentos a pessoas com sintomas respiratórios, sendo 11.585 suspeitos de Covid-19.

Desde 2020, para todos os casos de Srag hospitalizados, são coletadas amostras para pesquisa do vírus influenza e Sars-CoV-2. Dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) indicaram 24 registros de Srag com coinfecção de influenza e Covid-19, considerando a metodologia RT-PCR detectável para ambos os vírus.

Nesta terça-feira (4), no Hospital Municipal da Brasilândia, voltado atualmente para o acolhimento e tratamento dos casos de Srags, há 121 pacientes internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 164 em leitos de enfermaria.

A SMS esclarece que a síndrome gripal é caracterizada pelo indivíduo com quadro respiratório agudo, com pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou degustativos.


Para auxiliar no atendimento de casos, a SMS disponibiliza suas 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que estão com agendamento aberto para atender à população que está procurando pelas AMAs e UPAs.