top of page
Buscar

Prefeitura de São Paulo oferece curso de Língua Portuguesa gratuito para imigrantes

Interessados podem fazer a inscrição nos polos de atendimento

A cidade de São Paulo conta com escolas da Rede Municipal de Ensino (RME) que oferecem curso de Língua Portuguesa para pessoas acima de 18 anos, que imigraram para o Brasil. Os interessados, independentemente da condição migratória e documental, podem se inscrever diretamente na escola onde querem estudar, em qualquer momento do ano letivo.


O projeto Portas Abertas – Português para Imigrantes, da Prefeitura de São Paulo, promovido pelas secretarias municipais de Educação (SME) e de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), tem o objetivo de oferecer o ensino da língua portuguesa de forma gratuita e distribuída por todas as regiões da cidade.


“O ensino da Língua Portuguesa é um dos principais instrumentos de acolhimento da população imigrante, permite a inclusão e vida social, a criação e manutenção de relações comunitárias e constitui um caminho para a promoção da cidadania e a garantia no acesso a serviços públicos”, destaca Bryan Rodas, coordenador de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da SMDHC.


O curso é dividido em três módulos – básico, intermediário e avançado. Os encontros são realizados duas vezes por semana, presencialmente. As aulas são ministradas por professores da RME que participaram de formação oferecida por SME e SMDHC.


O conteúdo do curso tem material didático próprio para cada módulo e traz atividades que promovem discussões sobre combate ao racismo, machismo e respeito à diversidade de gênero.

“A Prefeitura de São Paulo valoriza a diversidade e o Portas Abertas é uma importante ferramenta para acolhimento e integração dos imigrantes na cidade”, afirma Fernando Padula, secretário municipal de Educação.

Para se inscrever

A inscrição pode ser feita na escola onde o imigrante pretende frequentar as aulas em qualquer momento do semestre letivo. Ao todo, são onze unidades espalhadas pela capital como polo de atendimento.

Para efetuar a matrícula, basta apresentar um documento de identificação (serão aceitos aqueles emitidos no Brasil ou mesmo no país de origem) e um comprovante de residência. Caso não possua este último, pode ser preenchida a declaração de residência.


Certificação

Para obter o certificado de cada módulo é necessário que os alunos tenham comparecido a pelo menos 75% das aulas durante o semestre. Cada módulo equivale a 90 horas/aula.


Endereço das escolas: Centro CIEJA Paulo Emílio Vanzollini (CIEJA Cambuci) Endereço: Rua Cesário Ramalho, 111 – Cambuci Telefone: 3208-7820 Zona Sul EMEF Paulo Colombo Pereira de Queiroz Endereço: Rua Doutor Abelardo da Cunha Lobo, 348 – Parque Arariba Telefone: 5511-1640 Zona Oeste EMEF Des. Arthur Whitaker Endereço: R. André Saraiva, 860 – Vila Sônia Telefone: 3742-5772


Comentários


bottom of page