Buscar
  • Redação JBA

Prefeitura de São Paulo amplia malha cicloviária paulistana

Atualmente estão em execução aproximadamente 30 km de novas ciclovias, que são importantes conexões para quem utiliza a bicicleta

Imagem: Ravena Rosa / Agência Brasil

A maior malha cicloviária do país, com 699,2 quilômetros de extensão, vai ganhar mais de 160 quilômetros adicionais até o fim de 2022. O objetivo da Prefeitura de São Paulo é alcançar 1000 km de malha até o fim de 2024, conforme previsto no Plano de Metas. Até 2028, São Paulo terá uma rede de 1.800 km. Para tanto, já foram definidos, em conjunto com a sociedade civil, o traçado de pouco mais de 160 km de novas vias exclusivas para as bicicletas. Destes, 48 km, contratados por meio de duas concorrências, já estão em processo de implantação. Os demais 120 km, aproximadamente, serão implantados por meio da PPP da Habitação.


As obras das ciclovias da Av. Jaguaré, Av. República do Líbano, Av. Sena Madureira, Av. Tiradentes, Av. Indianópolis, Av. Nações Unidas, Praça Campo de Bagatelle, Av. Dom Pedro I, Av. Miguel Yunes, Av. Eng. Luís Gomes Cardim Sangirardi, Rua Dona Avelina, Av. Gastão Vidigal e do Viaduto Bresser já foram iniciadas. No total, são 22,9 km em construção neste momento.


Plano Cicloviário amplia e melhora a rede cicloviária

O resultado do novo levantamento da Associação Ciclocidade, realizado em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), demonstra como a execução do Plano Cicloviário da Prefeitura de São Paulo é benéfica para quem pedala na capital. Na primeira edição, realizada ainda em 2018, a Ciclocidade apontou que 41% da malha de 485 km existentes à época tinha problemas de manutenção. Já o levantamento realizado neste ano de 2022, demonstra que 81% da rede de 699,2 km está em boas condições. Ou seja, mesmo com a ampliação da malha, houve melhoria das condições gerais de segurança, mobilidade e conforto para os ciclistas.


O Plano Cicloviário lançado em 2019 levou em consideração os apontamentos feitos pela sociedade civil, incluindo o levantamento da Ciclocidade de 2018, para expandir e requalificar a malha existente. Entre 2019 e 2020 foram construídos mais de 170 km de novas estruturas cicloviárias e requalificados mais de 320 km da malha previamente existente.


Manutenção da rede

Com o propósito de corrigir as deficiências como as indicadas pela Auditoria Cidadã 2022 da Estrutura Cicloviária de São Paulo e manter a conservação da rede, ao mesmo tempo em que amplia a extensão da malha, a Secretaria de Mobilidade e Trânsito está finalizando o edital para o serviço de manutenção da malha. A modalidade licitatória será por meio de ata de registro de preços para a prestação de serviços de manutenção dos 700 km de vias dedicadas às bicicletas.