Buscar
  • Redação JBA

Pontos de Economia Solidária: uma iniciativa que amplifica conceito de reabilitação psicossocial

Projeto promove autonomia econômica e social ao envolver usuários da rede de saúde mental em atividades de economia solidária

Imagem: Secretaria Especial de Comunicação

A cidade de São Paulo oferece um importante espaço de inclusão com autonomia econômica e social de pessoas em situação de vulnerabilidade social, reunindo grupos voltados para geração de renda em dois Pontos de Economia Solidária, ambos na Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Oeste.


Com administração direta da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o Ponto de Economia Solidária, Comércio Justo, Cooperativismo Social e Cultura do Butantã, na região Oeste da cidade, foi implantado em março de 2016 e integra o Serviço de Promoção de Saúde e Apoio à Atenção Especializada em Saúde Mental. O objetivo do espaço é apoiar o desenvolvimento de projetos de geração de trabalho e renda e formação de empreendimentos econômicos solidários, seguindo a missão de fortalecer a autonomia econômica e social de pessoas em desvantagem.


Entre os projetos apoiados pelo Ponto do Butantã estão a Livraria Louca Sabedoria, Comedoria Quiririm, Loja Pé à Biru/rede de artesanato, Orgânicos no Ponto, Horta Quintal do Teiu e a formação de um empreendimento de costura.

O local ainda oferece uma série de atividades abertas ao público, como o Cineclube do Ponto, Ensaios do Grupo Cupuaçu, Ensaios do Maracatu Bloco de Pedra, Feira/Mostra de Economia Solidária e Feminista, além de Encontros no Ponto com participação de diversos grupos ou empreendimentos, como Quilombo Ivaporunduva, Conjunto Araponga, assentamentos da Grande São Paulo, indígenas Pankararus e Sarau das Américas.


Durante uma agenda especial do Ponto, acontece também uma programação de capacitações, feiras, bazares, eventos culturais, rodas de conversa e oficina de comunicação e artes. Todos os encontros, contudo, estão suspensos durante o período da pandemia de Covid-19.


Além do espaço no Butantã, a iniciativa também ocorre no Ponto Benedito Economia Solidária e Cultura, localizado na Praça Benedito Calixto, em Pinheiros, região oeste da capital. Implementado também em 2016, esse ponto foi regularizado em 2021 em uma parceria entre a sub-região Oeste da rede de Saúde Mental, a Associação Vida em Ação (associação da sociedade civil) que administra o projeto e a Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP).

Com a mesma proposta do Ponto do Butantã, o Ponto Benedito tem a missão de responder às necessidades da rede de saúde mental de ter condições permanentes para comercializar produtos, com visibilidade e oportunidades aos trabalhadores em projetos de geração de trabalho e renda e promovendo trocas e negociações sociais além dos serviços de saúde mental. O programa inclui pessoas com desabilidades psicossociais, promovendo direitos através da solidariedade e do trabalho cooperativo.

Entre as iniciativas de geração de trabalho e renda que desenvolveram atividades junto ao Ponto Benedito está a Tendarte, uma microempresa autogerenciada feminista e baseada na economia solidária, que produz sacolas e brinquedos lúdicos e educacionais artesanais, com base nos princípios e valores do comércio justo, consumo consciente, igualdade e desenvolvimento sustentável.


O Ponto Benedito ainda possui uma Loja Social com produtos de cerca de 45 projetos de geração de trabalho e renda da rede de serviços de saúde mental de base comunitária e iniciativas independentes.

Essa loja é gerida por 11 pessoas que trabalham organizando as atividades do Ponto em reuniões semanais e são responsáveis por abrir e fechar o local, limpar, exibir os produtos nas prateleiras da loja e atualizar o livro caixa. A receita é composta por 10% do valor das vendas dos produtos de projetos incubados, mais o valor total dos produtos próprios do Ponto; e esse valor é a remuneração do grupo de trabalhadores.


Ponto de Economia Solidária e Cultura do Butantã De segunda a sexta, das 9h às 18h (Durante a pandemia de Covid-19, o horário foi reduzido para funcionar somente das 9h às 17h) Noites e finais de semana com programação específica (suspensa durante a pandemia) Av. Corifeu de Azevedo Marques, 250 – Butantã, São Paulo


Ponto Benedito Economia Solidária e Cultura De quarta a sexta, das 11h às 18h Sábado, das 11h às 19h Ponto também segue agenda da Feira e da Praça (Durante a pandemia de Covid-19, o horário foi reduzido para funcionar somente aos sábados, das 11h às 17h) Praça Benedito Calixto, 112 – Pinheiros, São Paulo - SP

0 visualização0 comentário