Buscar

Polícia sempre pronta para atender o cidadão

Atualizado: Jun 25

Por Coronel Camilo


Hoje a polícia de São Paulo conta com 115 mil integrantes. Desses, 88 mil são policiais militares que saem todos os dias de suas casas e fazem um bom trabalho: salvam vidas, protegem as pessoas e estão do lado do cidadão.


Como em toda profissão, mesmo com treinamento e capacitação, é possível registrar ações incorretas. Porém, no caso do policial, o erro é sempre mais grave, pois ele lida diretamente com vidas e direitos. Para fazer frente aos erros, temos fortes mecanismos de controle, como a Corregedoria e o Tribunal de Justiça Militar.


Tem sido destaque na mídia cenas que mostram agressões praticadas por PMs durante o serviço. De fato, as imagens preocupam, pois evidenciam um desvio de conduta, o que nunca se pode esperar de uma força policial.


Os acontecimentos mostrados (zona norte e Barueri) foram registrados num curto espaço de tempo, mas não representam, nem de longe, a realidade da polícia paulista, que é a de proteger e servir. De imediato, foi aberto Inquérito Policial Militar e já foram identificados os policiais que participaram dos atos de violência.


Temos oito PMs envolvidos em ação da zona norte que foram presos preventivamente e os de Barueri, seis, também seguem afastados administrativamente. Nosso compromisso é com acerto e as pessoas podem continuar confiando no seu policial. Os casos podem culminar em expulsões futuras.


A PM é referência não só no Brasil, mas em vários países, pelas suas técnicas, métodos e procedimentos. O sistema de instrução e treinamento é um dos mais avançados e é capaz de reproduzir comportamentos positivos, elevando a qualidade do atendimento ofertado a um dos mais elevados patamares do serviço público.


A recorrência de não conformidades neste curto espaço de tempo que mencionei pode passar a impressão de que os desvios de conduta são generalizados, mas não é a realidade. Desde o início da gestão, 220 policiais foram expulsos ou demitidos.


No caso do menino morto na região de Diadema, é importante esclarecer que a PM está atuando em conjunto com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Lamentamos demais a morte de um garoto de apenas 14 anos que foi visto sendo levado por um carro que não era da PM. Tudo será averiguado.


Reforço que os homens e mulheres da Corporação fazem um excelente serviço. São pessoas que morrem pelo cidadão de São Paulo. Quem comete excesso tem que ser punido e não pode manchar a imagem de uma Instituição. Os casos de desvio de conduta não representam os bons policiais. Nosso compromisso é com o acerto e a polícia estará sempre pronta para atender as pessoas.


Coronel Camilo é secretário-executivo da Polícia Militar. É formado em Administração de empresas pelo Mackenzie, com bacharelado em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul e pós-graduado em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIAP e em Gestão de Segurança Pública pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

10 visualizações

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br