Buscar
  • Redação JBA

Paulistão e Copa do Brasil movimentam times de São Paulo

Por Roberto Maia


O Brasileirão 2020 terminou na quinta-feira passada e no sábado a bola já rolava no Campeonato Paulista Sicredi 2021. Por causa da pandemia da covid-19 os jogadores não tiveram férias e emendam uma temporada na outra. Por consequência não houve a chamada pré-temporada e as mudanças necessárias serão feitas com a competição em andamento.


Se as medidas restritivas anunciadas pelo governador do Estado de São Paulo João Dória permitirem, o Paulistão transcorrerá ao longo dos meses de março, abril e maio. A decisão está marcada para acontecer no dia 23 de maio. Serão 12 rodadas na primeira fase, que classificará oito times (dois de cada grupo) às quartas de final. Tal como já ocorreu na última edição, os jogos das quartas de final e das semifinais serão definidos em um único jogo. Já o campeão será conhecido após dois jogos finais.


Uma novidade importante no Paulistão deste ano foi a introdução do VAR em todos os jogos da competição. Por cousa de um problema técnico, nas duas primeiras rodadas a operação da tecnologia deu-se nos estádios onde foram realizados os jogos. Porém, após a configuração dos equipamentos, a utilização do árbitro de vídeo será centralizada e operada a partir da sede da Federação Paulista de Futebol.


Entre os clubes paulistas as principais novidades estão no comando técnico do São Paulo e do Santos, equipes que trocaram de treinadores e trouxeram os argentinos Hérnan Crespo e Ariel Holan, respectivamente.

No Santos, Ariel Holan disse que tinha muita vontade de trabalhar no Brasil, que tem um futebol que ele admira (Foto: Guilherme Kastner/Santos FC)

No Tricolor, Crespo chegou credenciado por ter conquistado a Copa Sul-Americana de 2020, quando comandava o Defensa y Justicia. Logo em sua primeira entrevista coletiva o argentino valorizou o Paulistão e garantiu que não utilizará a competição para testar jogadores, apesar da falta de tempo e de pré-temporada.


Segundo ele, a situação ideal teria sido ter uma pré-temporada, tempo, mas a realidade não permite. “Me parece, sinceramente, que pensar em testar jogadores no Campeonato Paulista não é correto. Por respeito à competição e ao São Paulo. O São Paulo tem que jogar para competir, tentando ganhar os torneios. Não há magia, é necessário tempo, mas não tem que testar", disse.


No Santos, Ariel Holan, que anteriormente treinava a Universidade Católica do Chile, apenas assistiu ao empate do Peixe na estreia do Paulistão, no jogo contra o Santo André, no Canindé.


"O Santos, para mim, é um desafio muito grande. Quando andava pelo campo, pensava que ali naquele time jogou Pelé, Neymar e tantos outros. É um bicampeão do mundo, um tricampeão da América, uma marca mundial”, comentou.


Holan trouxe junto com ele a sua comissão técnica, formada pelos auxiliares Victor Ceferino Berney e Matias Gabriel Cammareri, e também o preparador físico Diego Eugênio Giachinno.


Copa do Brasil 2021

A Copa do Brasil tem premiação atrativa, além de levar o campeão diretamente à Libertadores da América (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Ainda não conhecemos o campeão da Copa do Brasil 2020, mas a edição deste ano já tem tudo pronto para começar no próximo dia 10. Serão 80 times participando da competição, divididos em oito grupos com dez clubes cada. O critério de escolha foram o Ranking Nacional de Clubes e o Ranking Nacional de Federações de 2020. As partidas desta fase serão disputadas em jogo único, com mando do time menor ranqueado.


Os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil 2021 foram definidos através de sorteio e teremos cinco equipes paulistas: Corinthians, Ponte Preta, Red Bull Bragantino, Mirassol e Marília. Os confrontos estão previstos para os dias 10 e 17 de março, em partida única, com mando dos clubes que estão abaixo no ranking da CBF. As equipes visitantes, por sua vez, terão a vantagem do empate: Gama (DF) x Ponte Preta; Marília x Criciúma (SC); Salgueiro (PE) x Corinthians; e Mirassol x Red Bull Bragantino.



Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo