Buscar
  • Redação JBA

Os benefícios da hidroterapia

Atividade terapêutica que utiliza a água é indicada não só para relaxar, mas também para tratar vários tipos de enfermidades

A Riolax oferece uma grande variedade de banheiras com componentes diversos que executam a movimentação da água necessária para uma boa hidroterapia (Imagem: Xavier Neto)

Todos sabem que a água é essencial à vida, mas poucos conhecem seus princípios terapêuticos. Um bom banho quente é ótimo para relaxar os músculos depois de um longo dia de trabalho. Já as compressas de água, que podem ser geladas ou quentes, são indicadas para aliviar lesões em atletas. Enfim, não é à toa que a água é utilizada como meio de cura desde a civilização grega, por volta de 500 a.C.


E foi nessa época que surgiu um dos métodos terapêuticos mais utilizados até os dias hoje: a hidroterapia. Os gregos faziam uso desse método para tratar pacientes com doenças reumáticas, neurológicas e articulares. Mas foi a partir de 1700, quando o médico alemão Sigmund Hahn começou a utilizar a água como terapia para a cura de doenças diversas, que o termo hidroterapia começou a ser utilizado.


Mas, afinal, em que consiste esse tipo de fisioterapia? De acordo com Rodrigo Borges, CEO da Riolax Franchising, a hidroterapia é o conjunto de todos os tipos de terapia que utiliza água como recurso profilático ou terapêutico. “Uma das vertentes desse tipo de tratamento são as massagens que utilizam a força da água através de jatos que vão atuar em pontos específicos do corpo”.


Segundo Rodrigo, a Riolax possui uma grande variedade de banheiras com componentes diversos que fazem toda essa movimentação da água necessária para uma boa hidroterapia. “A quantidade de jatos sozinha não garante uma boa massagem. O conforto do assento, a pressão e o tipo de jato, sua combinação e posicionamento é que vão garantir uma rica experiência terapêutica”.


Ele explica ainda que existem vários tipos de jatos para compor uma banheira de hidroterapia. “Temos o Turbo-Jato, com efeito giratório e pulsante; o Jato Direcional, que oferece um fluxo contínuo de água em pontos estratégicos; o Mini Jato, utilizado em conjunto com outros componentes; e o Jato Bolha de Ar, em que milhares de pequenas bolhas de ar dão um efeito suave e relaxante sem igual”.


Ortopedia

Existem várias formas de usar a hidroterapia na Medicina, principalmente na área da Ortopedia. O fisioterapeuta Rafael Adorno Aguilar (CREFITO 261501-F) cita que a terapia pode ser utilizada para aliviar dores, disfunções ortopédicas, problemas neurológicos, entre outros. “Ela permite que os movimentos ocorram sem sobrecarga no local afetado. No caso de problemas respiratórios, a pressão que a água exerce no corpo auxilia o pulmão nas trocas gasosas e o condicionamento cardiorrespiratório. Na Neurologia, a temperatura elevada facilita o alongamento e a ativação de músculos afetados. Para stress utilizamos técnicas para o relaxamento como o Watsu, que promove o bem-estar e o relaxamento físico e mental através de movimentos feitos com base no Shiatsu (massagem japonesa). É uma área bem ampla”.


Para o fisioterapeuta, a grande vantagem da hidroterapia em relação às terapias convencionais é a diminuição da carga sobre a estrutura e o menor impacto. “Ainda tem o fato de a água promover uma melhora na circulação sanguínea, promover a liberação de endorfina e serotonina, auxiliar no relaxamento das tensões e ainda hidratar a pele”.


O único alerta/restrição, de acordo com Rafael, é quanto à prática da hidroterapia se o paciente tiver alguma ferida infeccionada. “Fora isso, é recomendado para todas as idades e de vários tipos de enfermidades como dores musculares, fibromialgia, AVC, recuperação de fraturas e rupturas de ligamento, enfim, é um recurso terapêutico que pode ser usado em quase todas as afecções”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo