Buscar
  • Rede D'Or

Novas variantes do coronavírus: o que são, por que ocorrem e o impacto na pandemia

No mundo, as três principais são: a da África do Sul, Reino Unido e Brasil, que merecem uma atenção especial quanto à transmissibilidade da doença

Imagem: Getty Image

As novas variantes são replicações do coronavírus original, que causam as mutações. Algumas delas, podem ser até duas vezes mais transmissível. Quando as mutações ganham protagonismo, é preciso ficar de olho nos impactos que as novas variantes podem causar na pandemia. Apesar das novas variantes existirem, o coronavírus ainda continua sendo o mesmo, mas com os vírus-filhos, também conhecidos como mutações. No mundo, as três principais são: a da África do Sul, Reino Unido e Brasil, que merecem uma atenção especial quanto à transmissibilidade da doença.

As novas variantes do coronavírus surgem após a replicação do vírus. Com o aumento do número de casos, surge também o medo sobre a eficácia das vacinas para essas mutações, além de qual pode ser o futuro da pandemia por causa delas.

Por que as novas variantes acontecem?

Também conhecida como cepa, as novas variantes da Covid-19 significam que o vírus passou por modificações ao longo do ano, sofrendo alterações no seu material genético. As mutações, acontecem a todo o momento, mas ganham uma certa importância quando se tornam protagonistas.

As novas variantes são mais graves do que o vírus sem mutação?

Viviane Favarin, infectologista pediátrica do Hospital São Luiz Morumbi, da Rede D’Or São Luiz, em São Paulo, explica que alguns pontos de dados preliminares devem ser levados em consideração para a observação dessas variantes. São eles: maior transmissibilidade, pois algumas cepas podem ser até duas vezes maior do que o vírus original; maior carga viral em pacientes jovens, porque o vírus consegue se replicar melhor do que o original, aumentando assim o tempo de transmissão, necessidade de hospitalização e tempo de internação para essa faixa etária; maior chance de reinfecção e, portanto, um novo aumento no número de casos.

Como as novas variantes influenciam nas vacinas?

Até o momento, dados preliminares mostram que a cepa brasileira não há nenhum tipo de interferência com a vacina. Recentemente, o Instituto Butantan informou que a CoronaVac é eficaz para as mutações.

As crianças devem ter um panorama do que acontece na pandemia?

Busque sempre informações em canais especializados, além de pedir ajuda para especialistas caso essas informações estejam impactando na saúde emocional da criança.


Apesar de ainda não ser confirmado se as novas variantes são ou não mais graves, é importante diminuir a circulação de pessoas para diminuir a propagação delas na sociedade. Além disso, Viviane completa conscientizando para a importância da quarentena. “A necessidade de isolamento e distanciamento social continuam fundamentais e necessárias. Outro problema é que somando esses fatores junto com a não disponibilidade de uma vacinação ampla, eficaz e rápida, o Brasil se torna um local ideal para o surgimento de outras novas variantes, possivelmente mais graves”.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo