top of page
Buscar

Na era digital, bibliotecários continuam mais essenciais do que nunca

Em comemoração ao Dia do Bibliotecário, diversas ações acontecem em todo o País para homenagear o profissional cuja a importância vai muito além de organizar livros


Dia do Bibliotecário acontece com ações para celebrar essa data tão importante para a sociedade (Foto: Shvets production/divulgação)

No dia 12 de março comemora-se o Dia do Bibliotecário e ao contrário do que muita gente poderia pensar, a era digital está oferecendo oportunidades variadas para esses profissionais que vão além da importante tarefa de preservar e organizar os conteúdos produzidos pela humanidade.

O profissional bibliotecário ampliou suas competências tecnológicas, o que permite sua atuação para além das bibliotecas, operando na sistematização de toda e qualquer informação. A profissão se expande para outras áreas, como o big data, onde há necessidade de gerenciamento de informações em grande escala, as plataformas de e-commerce, sejam de livros ou de outros produtos e serviços, órgãos públicos, hospitais, escritórios de advocacia, empresas de médio e grande porte que possuam acervos de documentos físicos ou digitalizados.

Aliás, por sua técnica e experiência em utilizar fontes fidedignas, na era digital, o bibliotecário ainda tem grande relevância no combate à disseminação das fake news, tema que ganha força no ambiente de Web.

Na biblioteca, seja ela pública, universitária ou escolar, a função do bibliotecário ganha cada vez mais relevância. Além da disseminação da informação, a biblioteca se firma como ambiente de produção coletiva de conhecimento, um espaço de exercício cultural, com o bibliotecário como mediador, orientando o usuário sobre como navegar em meio a um oceano de informações físicas e digitais.

Por isso mesmo, o bibliotecário segue mais essencial do que nunca. Com diz o autor inglês Neil Gaiman, “Nós temos uma obrigação de apoiar as bibliotecas. De usar bibliotecas, de encorajar os outros a usar bibliotecas, de protestar contra o fechamento de bibliotecas. Se você não valoriza bibliotecas então você não valoriza a informação ou a cultura ou a sabedoria. Você está silenciando as vozes do passado e está prejudicando o futuro”, diz ele.

Lei da Universalização das Bibliotecas Escolares

Muitas bibliotecas fecharam nos últimos anos o que mostra o descaso do poder público com a população mais vulnerável que não tem acesso a livrarias, no entanto, o mercado de trabalho aponta boas perspectivas de emprego para a profissão nos próximos anos. Em 2010, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 12.244, que determina que todas as escolas públicas e privadas do Brasil tenham bibliotecas até 2020. Embora o prazo tenha se esgotado, a Lei deverá ser cumprida e, nos locais que tiverem estes estabelecimentos, caberá aos bibliotecários administrar o acervo.

No final do ano passado, o Senado aprovou o projeto que cria o Sistema Nacional de Bibliotecas Escolares (SNBE). O intuito é incentivar a implementação de novas unidades e promover a melhoria da rede de bibliotecas, que serão centros de ação cultural e educacional.

Comemoração do Dia do Bibliotecário - Biblio Virada SP

De 1 a 30 de março, o Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado de São Paulo (CRB-8) realizará a 3ª Edição #biblioviradasp, como parte das ações para celebrar o Dia do Bibliotecário.

Inspirada na Virada Cultural, a #biblioviradasp já se tornou uma tradição da Biblioteconomia paulista e traz uma maratona de ações realizadas por profissionais bibliotecários, instituições de ensino e entidades de Biblioteconomia do Estado de São Paulo disponibilizadas no site e redes sociais do CRB-8.

No dia 16 de março, da meia-noite às duas da manhã, o Trem da Madrugada vai passar e poderá ser visto no Canal do YouTube do CRB-8. A live vai mostrar o lado artístico e o talento dos profissionais de Biblioteconomia. Será possível ver os profissionais do livro mostrando ao vivo que sabem dançar, cantar, interpretar, tocar instrumentos, entre outras expressões artísticas.

As comemorações continuam no dia 15 de março, às 19h, no auditório da Biblioteca Mário de Andrade, na Rua da Consolação, 94 - Consolação - São Paulo – SP.

Durante o mês em que se comemora o Dia do Bibliotecário, também serão realizadas, em diversas cidades do Estado de São Paulo, uma série de encontros.

De acordo com a presidenta do Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado de São Paulo (CRB-8), Ana Cláudia Martins, o tema deste ano é Bibliotecas na formação de um mundo melhor e vai enfocar, entre outros assuntos, a biblioteca inclusiva, a diversidade, o letramento racial e o papel do bibliotecário. “É fundamental que todas as bibliotecas sejam espaços inclusivos, plurais, de portas abertas para acolher pessoas diversas, combatendo as discriminações no acesso a informação para gerar conhecimento, contribuindo para a formação de cidadãos mais críticos e conscientes”, explicou Ana Cláudia.

Comments


bottom of page