top of page
Buscar

Não, meu filho, Deus me protege, vai me salvar!

Por Fernando Jorge

Imagem: Freepik

Jamais poderei me esquecer da história que o meu querido amigo Ronaldo Côrtes contou, durante uma das nossas longas conversas. Vou aqui evocá-la.

Após chuva torrencial, o rio de pequena cidade ficou muito cheio e as suas águas começaram a transbordar. O líquido invadiu a praça onde havia a igreja da cidade, com alta torre, pequeno sino, e ela, a água, de modo rápido, entrou na casa de Deus. Um rapaz gritou, no seu barco:

– Padre, entre aqui no meu barco, porque a água já está entrando na sua igreja!

Resposta do padre:

– Não, meu filho, Deus me protege!

O rapaz insistiu, porém o padre repetia:

– Não, meu filho, Deus me protege!

Impetuosa, a água se apoderou do primeiro andar da igreja. O padre teve de ir para o segundo andar. Surgiu um carro de bombeiros. Uma escada do carro foi estendida e um bombeiro gritou:

– Padre, saia pela porta do pátio da igreja, aí no segundo andar, e suba pela escada, senão a água vai afogá-lo!

Resposta do padre:

– Não, meu filho, Deus me protege!

De nada adiantou o bombeiro insistir no pedido.

A água cresceu ainda mais. O padre refugiou-se na torre da igreja. De repente, num helicóptero voando sobre a igreja, o piloto gritou:

– Padre, vou jogar uma escada presa ao helicóptero, suba por ela, a fim de se salvar!

Resposta do padre:

– Não, meu filho, Deus me protege, vai me salvar!

O piloto insistiu. Esforço inútil.

A água, na torre da igreja, subiu pelas pernas do padre, alcançou a sua barriga, o seu peito, a sua garganta, e vendo que ia morrer afogado, o padre gritou:

– Deus! Deus! Deus! Por que o senhor me abandonou?

A resposta de Deus:

– Eu não o abandonei. Você é que não quis se salvar, pois mandei, para o socorrer, primeiro um barco, depois um carro de bombeiros, e em seguida um helicóptero. Eu quis salvá-lo.

O meu amigo Ronaldo Côrtes disse, concluindo a história:

– Fernando, inúmeras vezes o nosso pai celeste, Deus, quer nos ajudar, socorrer, e não percebemos. Aquele velho provérbio expressa a verdade. Ajuda-te, que Deus te ajudará.


Fernando Jorge é jornalista, escritor, dicionarista e enciclopedista brasileiro. Autor de várias obras biográficas e históricas que lhe renderam alguns prêmios como o Prêmio Jabuti de 1962. É autor do livro “Eu amo os dois”, lançado pela Editora Novo Século.

Comentarios


bottom of page