Buscar
  • Redação JBA

Masp ganha novo prédio de 14 andares e amplia a área de exposição

O Museu de Arte de São Paulo (Masp) ganhará um novo prédio de 14 andares, vizinho ao museu na Avenida Paulista, e, com isso, a área de exposição ficará 66% maior. O projeto de expansão do museu é de 2005, quando o Edifício Dumont-Adams, no cruzamento com a Alameda Casa Branca, foi vendido. O prédio foi construído para uso residencial nos anos 1950, mas foi gradualmente desocupado.

Projeto mostra vista lateral de como deve ficar o Masp em 2024, com prédio anexo (Imagem: Divulgação)

O esqueleto do Edifício Dumont-Adams vai passar por uma mudança estrutural, mas remoção do miolo, das lajes, para dobrar o pé direito e permitir salões livres para exposição. O edifício não vai ter um vão livre, mas será envidraçado, transparente, com pé direito de 8 metros, em escala similar. Só acima dele é que a tela de alumínio será aplicada. Além disso, o projeto tem uma preocupação sustentável, começando pelo fato de utilizar as fundações já existentes e alcançando ações de eficiência energética, como uso de iluminação em LED e a “pele” que vai envolver o prédio, fazendo sombra, deixando-o menos aquecido e com menos demanda dos aparelhos de condicionamento.


De acordo com a equipe do museu, o edifício vai passar de 10.485 m² para 17.680 m², com novas galerias (sete), salas de aula, laboratório de restauração, loja e depósito. Por limitações físicas, pouco mais de 1% do acervo do museu é exposto atualmente. São mais de 11 mil pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos e continentes. Outra novidade é que haverá conexão subterrânea, já aprovada pela Prefeitura de São Paulo.

2 visualizações0 comentário