top of page
Buscar

Manchester City conquista a cobiçada Liga dos Campeões

Por Roberto Maia


O Manchester City, um dos clubes mais tradicionais do futebol inglês, finalmente conquistou a Europa ao conquistar pela primeira vez o cobiçado troféu da Liga dos Campeões ao vencer a Internazionale de Milão por 1 a 0 na final realizada no último sábado, em Istambul.


Fundado em 1880 como FC St. Mark's, mudou de nome posteriormente para Ardwick Association FC. Em 1894, novamente alterou para seu nome atual. Nos primeiros anos do século 20, o City conquistou alguns títulos importantes, incluindo o Campeonato Inglês em 1937 e a Copa da Inglaterra em 1904 e 1934.


Chamado pelos torcedores apenas de City – para diferenciar do rival Manchester United – é um dos clubes mais antigos da Inglaterra. Desde a sua fundação disputou 95 temporadas na Primeira Divisão do futebol inglês. Também amargou fases ruim e disputou 26 vezes a segunda divisão, além de uma terceira. Foi um dos fundadores da Premier League e no ranking de pontos conquistados na história do Campeonato Inglês é o sexto colocado.


O City viveu uma história de altos e baixos e sempre ficou muito distante dos principais clubes da Inglaterra e da Europa. Os anos 1980 e início de 2000 foram de decadência com rebaixamento para a segunda e terceira divisão do futebol inglês. Mas tudo mudou a partir de 2008, quando o clube foi vendido para o grupo de investimentos Abu Dhabi United Group (ADUG) dos Emirados Árabes Unidos, liderado pelo sheik Mansour bin Zayed Al Nahyan.

Há sete temporadas no Manchester City, Pep Guardiola levanta o cobiçado troféu da Liga dos Campeões, o primeiro do clube inglês. (Foto: Reprodução Twitter/@ManCityPT)

Investimentos pesados foram feitos no clube que ganhou infraestrutura de ponta, como a reforma e expansão do Etihad Stadium e a construção de instalações de treinamento de primeira classe, a City Football Academy. Claro que a transformação passava pelo time, que passou a contar com jogadores de alto nível do futebol internacional. O objetivo era tornar o City em uma potência no âmbito europeu e rivalizar com os melhores times do mundo. O clube passou a ser reconhecido por sua qualidade técnica, filosofia de jogo atraente e conquistas de títulos.


Nos primeiros anos da nova era vestiram a camisa do City atletas renomados como o brasileiro Robinho, Carlito Tevez, Yaya Touré e Mario Balotelli entre outros astros. Além do treinador Roberto Mancini.


Depois, em 2016, o comando técnico passou para as mãos de Pep Guardiola em uma nova história passou a ser escrita. O técnico espanhol revolucionou o jeito do City jogar e foi fundamental nas conquistas mais recentes do time. Com um esquema tático baseado na posse de bola e muita intensidade, ele transformou a equipe em uma máquina ofensiva.

O norueguês Erling Haaland foi o artilheiro Liga dos Campeões com 12 gols. Ele comemorou a conquista junto aos torcedores no desfile do Manchester City. (Foto: Reprodução/Instagram)

Sob o comando de Guardiola, o City passou a protagonista no futebol inglês e vários títulos foram conquistados, incluindo várias edições da Premier League, Copa da Liga Inglesa e Copa da Inglaterra ao longo das sete últimas temporadas. Mas ainda faltava a cereja do bolo, a tão sonhada Liga dos Campeões da Europa.


Agora não falta mais. O Manchester City em uma temporada histórica não apenas levou a taça chamada de “orelhuda”, mas conquistou a tríplice coroa por ter ganho também a Premier League e da Copa da Inglaterra.



Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.


Comments


bottom of page