Buscar
  • Redação JBA

Julho verde - campanha câncer cabeça e pescoço alerta para importância do diagnóstico precoce

Por Paulo Lázaro

Imagem: Freepik

Tumores que afetam a região cervico-facial devem atingir cerca de 40 mil brasileiros este ano. Por isso, no mês de julho acontece a campanha de conscientização do câncer de cabeça e pescoço. Com a pandemia, tanto o diagnóstico quanto o tratamento e acompanhamento de casos de câncer foram deixados em segundo plano.


De acordo com a União para o Controle Internacional do Câncer (UICC), cerca de 550 mil pessoas são diagnosticadas com câncer de cabeça e pescoço todos os anos e cerca de 300 mil pacientes morrem. Isso sem considerar os tumores de pele que atingem áreas da face, couro cabeludo e pescoço. Por isso, a importância do diagnóstico precoce para ampliar as chances de tratamento e cura, com mínimas sequelas funcionais ou mesmo estéticas.


Os tumores mais comuns nessa localização são de boca, da faringe e da laringe que são relacionados com o tabagismo, excesso de consumo de bebida alcoólica, má higiene oral e com o vírus HPV (papilomavírus humano).

Com alguns cuidados, é possível prevenir o aparecimento destes tumores, como manter uma boa higiene bucal, não fumar, não consumir bebida alcoólica em excesso, utilizar protetor solar labial durante a exposição ao sol e usar preservativo.


Quando é necessário o tratamento a boa notícia é que as técnicas evoluíram muito como as cirurgias endoscópicas e robóticas, permitindo a realização de procedimentos menos invasivos e com menos sequelas. Os aparelhos de radioterapia também estão cada vez mais precisos e permitem focar melhor a radiação nas áreas de tumor, sem atingir órgãos e tecidos saudáveis com doses altas. Tratamentos imunoterápicos são outro avanço para alguns tipos de tumor.


Apesar de todo arsenal terapêutico, o mais importante é manter as medidas de prevenção, adotando um estilo de vida saudável e ao menor sinal de alteração, procurar um serviço médico para o diagnóstico precoce. Acredite: quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de cura.


Fontes:

Global Head and Neck Cancer Therapeutics Market - (globenewswire.com)

Head and Neck Cancer: Statistics | Cancer.Net


Paulo Lázaro é médico, graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), com doutorado na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Especialista em Radioterapia e Neuro-oncologia. Idealizador do site Radioterapia Legal https://radioterapialegal.com.br

76 visualizações0 comentário