Buscar
  • Paulo Panayotis

Já pilotou uma Ferrari 458 vermelha? Eu já!

Por Paulo Panayotis


Ah, sonhos, sonhos, sonhos... Já, já, esta infernal pandemia acaba e você pode voltar a realizar seus sonhos. Eu realizei um dos meus e ainda sinto o gostinho bem fresco na minha alma!

Fontana, Los Angeles / EUA - Minhas mãos não param de tremer. Já havia mais de dez minutos que eu tinha descido do mito de 458 cavalos. Pura emoção, velocidade, adrenalina. A pista, com cerca de dois quilômetros, é uma cópia reduzida das pistas de Fórmula 1.

O monstro de 458 cavalos

Durante o percurso de cerca de 45 minutos até chegar ao Auto Club Speedway, na cidade de Fontana, ao sul de Los Angeles, fui pensando: “Ferrari, 458 cavalos! Um sonho! Será? E foi. “A Exotic Racings tem a maior frota de carros exóticos do mundo. São mais de 60 entre Ferraris, Lamborghinis, Aston Martin, Porsches e outros super esportivos”, destaca Al Santos, diretor de vendas da empresa.

Desfile de sonhos de qualquer um

Aqui é possível dirigir o carro dos sonhos”, diz o diretor de operações, Evens Stievenart, um francês que trocou a França pelas pistas nos Estados Unidos. No pátio as ‘máquinas’ encantam adultos, jovens e até crianças. Todos querem ver de perto, entrar, tocar, fotografar e, claro, dirigir... Mas não é para qualquer um!

Garoto de 11 anos encantado com um dos esportivos especiais

Do lado de fora, câmeras curiosas registram tudo. Mas é do lado de dentro que câmeras, estrategicamente posicionadas, revelam cada segundo da adrenalina. Só quem passou pela experiência sabe sobre o que estou falando. O ‘ronco’ da Ferrari já mexe com todo o seu organismo antes mesmo de embarcar. É como se fosse um animal selvagem, um monstro sobre quatro rodas, um jato sem asas. Sabe aquela sensação antes de encarar a maior montanha russa de sua vida? Pois é isso que você sente momentos “antes”. Medo, excitação, taquicardia.

Estômago embrulhado, ansiedade a toda, está na hora de voar, digo, sonhar

Há uma aula teórica rápida com todas as orientações antes da hora “h”. Tudo muito profissional, tudo muito rápido. Confesso que quase não dá para prestar muita atenção no professor. Professor, aliás, ex-piloto de corrida. Ao lado de outro instrutor, já a bordo do “bólido italiano” o coração dispara. “Olhe apenas para frente e dirija. Pise fundo e viva seu sonho” orienta o “djapa” que senta ao meu lado. Capacete na cabeça, suor brotando na testa, piso fundo. O velocímetro dispara. Duvido que esteja mais rápido que meu coração. São cinco voltas. Na primeira, você não acredita que está ali. Na segunda, surge a confiança. Na terceira, vem a coragem. Na quarta, o ponteiro passa fácil dos 200 quilômetros por hora. Tem motor para chegar aos 350. O que falta mesmo é coragem. Na quinta, o instrutor pede: “Entre no acostamento”. Acabou!? Reluto em sair do carro, em acordar do sonho. Desço com as mãos tremendo. Me afasto. O sonho fica para trás... mas jamais sairá de minha mente.

Sonhando alto ou voando alto?

Andei de Ferrari! Vermelha, claro! Não nas ruas de uma cidade, mas numa pista de corrida! Sonhou comigo? Ama velocidade? Então saiba que também pode realizar este sonho. Lá é tudo pensado e organizado para possibilitar esses momentos mágicos com a maior segurança. Basta reservar on line http://www.exoticsracing.com/ em Los Angeles ou em Las Vegas e acelerar. Ah! É cardíaco? Tente o pôquer...


O jornalista andou de Ferrari 458 Itália vermelha a convite da Exotics Racing com seguro de viagem Travel Ace.


Fotos: Paulo Panayotis / Adriana Reis - © O Que Vi Pelo Mundo



Paulo Panayotis é jornalista especialista em turismo, mergulhador e fundador do Portal OQVPM - O Que Vi Pelo Mundo. Mora na Europa, tem passaporte carimbado em mais de 50 países e viaja com patrocínio e apoio Avis, Travel Ace e Alitalia.

1 visualização0 comentário