Buscar
  • Redação JBA

III Mostra de Teatro de Heliópolis traça panorama do teatro periférico brasileiro em edição online

Idealizada pela MUK e pela Companhia de Teatro Heliópolis, a Mostra de Teatro de Heliópolis tem como objetivo difundir e discutir o teatro produzido por grupos e artistas que desenvolvem seus trabalhos em regiões periféricas do Brasil.

Cena de A Casatória c'a Defunta (Imagem: George Vale)

A terceira edição - com curadoria de Alexandre Mate, professor e pesquisador do Núcleo Paulistano de Teatro de Grupo – acontece entre os dias 27 de julho e 1º de agosto (terça a domingo), pelo site da Companhia de Teatro Heliópolis com acesso grátis.

Serão exibidos, às 19h, cinco espetáculos (gravados em vídeo) com os grupos: Companhia de Solos & Bem Acompanhados (RS) - Caio do Céu, Cia. Pão Doce de Teatro (RN) - A Casatória c’a Defunta, Eró Criação e Produção (RJ) - Constância, Cia. do Sal (SP) - Macacos e o artista Jhoao Junnior (SP) - Portar(ia) Silêncio. A programação traz ainda cinco lives com representantes dos grupos selecionados e integrantes da equipe da Mostra, imediatamente ao término da sessão, e um debate sobre a produção do teatro periférico brasileiro.

O evento, que recebeu 270 inscrições de trabalhos oriundos de diversas regiões do Brasil, tem direção artística assinada por Miguel Rocha, fundador da Cia. de Teatro Heliópolis que, em 2021, completa 21 anos de atividade. Daniel Gaggini, responsável por projetos como Vira-Latas de Aluguel e Cine Inclusão, está à frente da direção de produção. Este projeto foi viabilizado pelo ProAC Expresso LAB – Eixo Premiação, pelo histórico de realizações da MUK, e, além da terceira edição da Mostra de Teatro de Heliópolis, contempla a realização do III Festival Cine Inclusão, que acontecerá em agosto deste ano, também de forma online.


III Mostra de Teatro de Heliópolis - Programaçao


Dia 27 de julho (terça-feira)


19h Caio do Céu

Companhia de Solos & Bem Acompanhados

Sinopse: Caio Fernando Abreu é visceral, sincero, confessional; um biógrafo do emocional, um fotógrafo da fragmentação contemporânea, um tradutor do seu tempo. Caio do Céu transpõe seu universo para o palco utilizando crônicas, cartas, contos, poemas, textos teatrais, depoimentos, música ao vivo e projeções. O espetáculo ainda traz para a cena o próprio artista por meio de vídeos com trechos de suas entrevistas.

Textos: Caio Fernando Abreu. Roteiro: Deborah Finocchiaro. Direção: Luís Artur Nunes. Atuação e violão: Deborah Finocchiaro. Atuação, handpan, pandeiro, sampler e cajon: Fernando Sessé. Gênero: Drama. Duração: 60 min.

20h Live - Com: Deborah Finocchiaro - Companhia de Solos & Bem Acompanhados

Dia 28 de julho (quarta-feira)

19h A Casatória c’a Defunta

Cia. Pão Doce de Teatro

Sinopse: Em – A Casatória c’a Defunta Cinco atores, gravados em self tape, contam a história do medroso Afrânio, que está prestes a se casar com a romântica Maria Flor, mas, acidentalmente, casa-se com a fantasmagórica Moça de Branco, que o conduz para o submundo. Lá, o jovem faz valorosos amigos e aprende uma grande lição. Porém, está disposto a não desistir do seu amor verdadeiro, mesmo que isto lhe custe sua própria vida.

Direção da obra original: Marcos Leonardo. Direção versão remota: Cia Pão Doce de Teatro. Elenco: Mônica Danuta, Paulo Lima, Raull Araújo, Lígia Kiss e Romero Oliveira. Dramaturgia e trilha sonora: Romero Oliveira. Duração: 53 minutos.


20h Live - Com: Mônica Danuta – Cia. Pão Doce de Teatro

Dia 29 de julho (quinta-feira)

19h Portar(ia) Silêncio

Jhoao Junnior

Sinopse: Portar(ia) Silêncio é um espetáculo que parte das narrativas de vida de migrantes nordestinos, rumo à cidade de São Paulo, que trabalham como porteiros de edifícios da capital paulista. A obra lança olhos sobre os efeitos da migração na vida do individuo, partindo de uma abordagem crítica sobre a palavra falada, o sotaque e os efeitos do colonialismo, tendo a profissão de porteiro como metáfora para problematizar o servilismo dos dias atuais.

Pesquisa, dramaturgia, atuação e direção: Jhoao Junnior. Cinegrafismo e videoarte: Flavio Barollo. Cinegrafia: Milena Medeiros. Iluminação: Rodrigo Silbat. Gênero: Drama.

Duração: 53 min.

20h Live - Com: Jhoao Junnior

Dia 30 de julho (sexta-feira)

19h Constância

Eró Criação e Produção

Sinopse: O boi, animal mitificado em várias culturas no sertão brasileiro é tema central de narrativas tradicionais. A partir destas narrativas, Constância utiliza a representação do boi e a persistência desse símbolo no imaginário sertanejo para falar do homem do sertão e sua precária sobrevivência. O boi representa o negro em sua saga pela liberdade. O espetáculo mostra que rememorar, significar, transcender em arte nossa história nos fortalece com a força da ancestralidade.

Direção geral e dramaturgia: Joana Marinho. Direção técnica: José Alcântara. Orientação cênica: Stephane Brodt. Atrizes pesquisadoras: Claudia Ribeiro e Joana Marinho. Preparação vocal: Aurora Dias. Gênero: Drama musical. Duração: 53 min.

20h Live - Com: Joana Marinho - Eró Criação e Produção

Dia 31 de julho (sábado)

19hMacacos

Cia. do Sal

Sinopse: Macacos é um espetáculo que se desenvolve a partir do relato de um homem negro em busca de respostas para o racismo presente em seu cotidiano. Trata-se de um fluxo de pensamentos, desabafos e elucidações que remetem à História do Brasil, de seu povo e de personalidades, como Elza Soares, Machado de Assis e Bessie Smith, culminando com as estatísticas sobre o encarceramento e a execução de jovens negros no país.

Dramaturgia, direção e interpretação: Clayton Nascimento. Iluminação: Vinicius Bogas. Direção técnica e mapa de luz: Danielle Meireles. Provocação cênica: Naruna Costa e Ailton Graça. Direção de movimento: Aninha Maria Miranda. Produção: Barbara Arakaki e Bará Produz. Gênero: Drama. Duração: 90 min.

20h30 Live - Com: Clayton Nascimento - Cia do Sal

Dia 1º de agosto (domingo)

19h – Debate: Produção Teatral Periférica

Provocação e mediação: Alexandre Mate

Inscrições até 30/07: producao.ctheliopolis@gmail.com.

Grátis. Nº vagas: 100. Plataforma: Zoom (link de participação após inscrição)


Local / exibição online: http://ciadeteatroheliopolis.com/mostra2021/

Local / Lives: Instagram - @ciadeteatroheliopolis

Acesso gratuito. Classificação: 12 anos

3 visualizações0 comentário