Buscar

Home Office – psicológico afetado pelo isolamento social

Atualizado: Ago 3

Psicólogo clínico fala sobre a importância do equilíbrio emocional neste momento de crise

Via Assessoria

Para os profissionais que podem trabalhar de casa, o home office tornou-se realidade. Muitas empresas tiveram que adota-lo como alternativa de trabalho e devem permanecer com esse modelo de atuação, que já é uma tendência. Muitos profissionais gastavam horas no trânsito seja no carro ou no transporte público da ida ao trabalho e volta pra casa, e com o home office troca-se o desgaste físico e estresse do deslocamento pela autonomia para criar a própria rotina. E é justamente aí que reside o perigo; ter que lidar com a vida pessoal e profissional no mesmo ambiente.


Segundo o psicólogo clínico, Sérgio David, também consultor em desenvolvimento de pessoas, é preciso ter muita disciplina para concentrar-se no trabalho dentro de casa e se safar do apelo familiar que precisará entender que agora as demandas profissionais serão atendidas dentro de casa e que o profissional não estará disponível a todo momento. "Quando você pensa que ganhou algumas horas no seu dia, você não precisa deixar que sejam consumidas pelo trabalho. É preciso tomar cuidado e criar uma sinalização de que é hora de parar de trabalhar. Como não tem mais a necessidade de se deslocar de casa para o trabalho e não há o horário de ir embora, fica difícil conciliar, trabalha-se muito mais, o que pode gerar estresse e ansiedade" afirma Sérgio.


Para saber lidar com o home office, algumas dicas importantes para ter produtividade, equilíbrio emocional e relaxamento durante o dia.  Como as pessoas ganharam mais horas para ficar sem trabalhar por exemplo, é importante buscar alternativas para ocupar este tempo como fazer cursos online, atividade física, ver séries ou filmes, entre outras atividades para descontrair e descarregar a tensão diária.


Neste momento tão delicado de crise, muitas empresas tiveram diminuição de faturamento, demitiram funcionários e, por isso, sentiram necessidade de reorganizar suas estratégias. Cabe ao líder entender essa nova estratégia e estabelecer uma comunicação que oriente e transmita segurança às equipes em home office. "Líderes têm um papel fundamental... é por meio dele que os colaboradores conhecem as diretrizes da empresa", afirma Sérgio.


Vamos dizer que 90% das empresas que têm colaboradores em home office precisam administrar a ansiedade desses por conta do isolamento social. Antes, as pessoas tinham uma rotina ativa, onde saiam cedo e só chegavam em casa para descansar. Hoje as pessoas estão 24 horas por dia em casa em contato familiar, o que pode resultar em queda na produtividade. Vale ressaltar que também o líder passa por isso e precisa ter o equilíbrio emocional para liderar e delegar funções.


Neste momento, a empresa precisa se empenhar mais em acompanhar e informar seus colaboradores, porque sendo a casa um espaço de descanso, exige maior esforço do colaborador para se manter focado nesse ambiente. No home office as demandas precisam estar muito claras para que as entregas sejam feitas com qualidade em cada nível hierárquico. "Tem pessoas que precisam de autonomia para conseguir realizar o trabalho, outras de maior controle, as pessoas são diferentes e cabe ao líder saber identificar isso e conhecer seus liderados" diz David.


As empresas estão aprendendo a lidar com este momento de crise, obtendo experiências que podem ou não dar certo, enquanto tudo isso acontece, é preciso não esquecer que existem pessoas por trás de tudo isso e as empresas precisam cuidar de seus colaboradores. Tem organizações que estão se perdendo e não dando apoio para as pessoas em oferecer segurança e estabilidade. "O bem mais precioso das empresas são as pessoas, claro que o lucro e faturamento são importantes, mas o essencial é o colaborador, porque são eles que fazem o trabalho acontecer" pondera.


Sobre Sérgio David

Psicólogo clínico e especialista em comportamento humano nas empresas. Desde 2001 atua em desenvolvimento organizacional e de pessoas. Profissional com certificação internacional em Coaching pela Lambent (International Coaching Community), Practitioner em Programação Neurolinguística pela Actius. Certificado nos métodos DISC e Quantum. Consultor especialista em diagnóstico organizacional, com ampla experiência no desenvolvimento e condução de programas de treinamento comportamentais. Já treinou mais de 10.000 pessoas. Especialista em desenvolvimento de líderes, construção de equipes de alta performance e coaching de equipe. Formado em Psicologia e pós-graduado em Gestão Estratégica de Pessoas, pela Universidade Mackenzie. É palestrante de temas relacionados a comportamento humano nas empresas.


10 visualizações

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br