Buscar
  • Redação JBA

Gastromotiva lança empresa fictícia para alertar sobre o volume do desperdício de alimentos

Campanha integrada criada pela CP+B para a organização social propõe levar a bilionária Wast.age S/A à falência


Os brasileiros desperdiçam 26,3 milhões de toneladas de alimentos todos os anos. Só no setor de supermercados são quase 7 bilhões de reais de alimentos jogados fora, segundo pesquisa do Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, Associação Brasileira de Supermercados, de 2019 – mas o valor total é muito maior. Para levar estas informações aos brasileiros, a agência CP+B Brasil criou a Wasta.ge S/A, uma empresa fictícia que fatura estes 7 bilhões de reais, com crescimento exponencial e aumento de rendimentos em diferentes setores, tais como 55% só em frutas, 25% em cereais e 33% em pescados.


A Wast.age S/A é a peça principal da campanha integrada criada pela CP+B para a Gastromotiva, organização social que combate a fome e usa o alimento como ferramenta de transformação social. Além de filme, peças digitais e outras ações, a companha contará com a parceria do programa Shark Tank, da Sony. No canal do Youtube do programa, o CEO da Wasta.ge S/A - interpretado pelo ator Ivan Arcuschin - apresenta sua empresa como uma possível candidata aos investimentos dos tubarões. Ao final do pitch, ele revela para o público qual é o papel real da Wasta.ge S/A. Assista aqui.


Para reforçar a conscientização e destacar a responsabilidade de cada cidadão no desperdício de alimentos e o combate à fome no país, a campanha faz de cada brasileiro um acionista da Wast.age S/A: a empresa fictícia possui mais de 200 milhões de sócios que aumentam seu rendimento da pior maneira possível, desperdiçando alimentos. Mas este é, na verdade, um fenômeno mundial. Atualmente 1/3 dos alimentos produzidos no globo são perdidos ou desperdiçados, o equivalente a 1,3 bilhões de toneladas por ano.


“O combate ao desperdício de alimentos será sempre uma das nossas principais missões. Por meio da campanha criada em parceria com a CP+B, queremos alertar para esses números e trazer mais pessoas para junto desta causa com a Gastromotiva. Precisamos mostrar que é possível transformar a vida de milhares de pessoas por meio da gastronomia e a comida”, afirma David Hertz, empreendedor social, fundador e CEO da Gastromotiva.


“É uma honra estar ao lado da Gastromotiva, aprender com eles e partilhar da crença no poder da organização no combate à fome e ao desperdício. Essa ação quer chamar atenção das pessoas através de uma empresa que só cresce - assim como desperdício de alimentos no Brasil, infelizmente”, pontua André Kassu, sócio e CCO da CP+B Brasil. Segundo o executivo, a Wasta.ge S/A nasceu para ser quebrada.


A campanha é composta por filmes digital, peças digitais, conteúdos nas redes sociais e trabalho com influenciadores.


Sobre a Gastromotiva

Desde que iniciou seus primeiros cursos de capacitação em cozinha, em 2006, a Gastromotiva, criada pelo chef e empreendedor social David Hertz, mantém como seu principal objetivo promover transformação social por meio da gastronomia. Hoje, com atuação que vai do combate ao desperdício de alimentos ao empreendedorismo social, a Organização acumula números que impactam na vida de milhares de pessoas: formou mais de 5.900 jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica, ofereceu educação nutricional a mais de 100 mil pessoas, evitou o desperdício de 128 toneladas de comida que se transformaram em mais de 190 mil pratos, ao longo de 15 anos de atuação.


Com sede no Rio de Janeiro, mas também presente em Curitiba, Cidade do México, San Salvador e Cidade do Cabo, a Gastromotiva promove cursos gratuitos profissionalizantes para jovens de baixa renda, recebe a população em vulnerabilidade social com jantares gratuitos no Refettorio Gastromotiva, feitos com alimentos que seriam desperdiçados e atualmente mantém as Cozinhas Solidárias, projeto que nasceu no início da pandemia, em 2020.


5 visualizações0 comentário