Buscar
  • Redação JBA

Feira Cultural de Refugiados acontece na Praça da Estação Santa Cruz

Até 8 de outubro, na Praça da Estação Santa Cruz de metrô, ocorre a Feira Cultural de Refugiados. De segunda a sexta-feira, quatro refugiados levarão seus produtos para a feira, como artesanato e comidas típicas. Participam pessoas vindas de Venezuela, Guiana Inglesa, Síria, Colômbia e Congo.

Imagem: Divulgação

Nesta edição, a feira marca o Dia do Empreendedor, 5 de outubro. Segundo pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o Brasil chegou a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total). O número indicado pela pesquisa significa que em torno de 52 milhões de brasileiros possuem um negócio próprio.


Promovida pelo Instituto Adus em parceria com a concessionária ViaMobilidade, a feira tem como objetivo incentivar o empreendedorismo social, contribuindo para que os refugiados se estabeleçam no Brasil e que, em médio prazo, consigam estruturar suas vidas e seus meios de subsistência de forma digna.


“Cerca de 80 milhões de pessoas tiveram que se deslocar de maneira forçada, fruto de perseguições, conflitos armados e violações de direitos humanos”, disse em nota Marcelo Haydu, diretor executivo do Adus. O Brasil, segundo ele, acolhe hoje cerca de 53 mil refugiados.


“A feira ocupa a praça da Estação Santa Cruz com uma ação de relevância social e oferece a quem passa pelo local a oportunidade de se aproximar da realidade dos refugiados e recebê-los com empatia e respeito, além de celebrar a diversidade”, diz Juliana Alcides, gerente de Comunicação e Sustentabilidade da ViaMobilidade.


0 visualização0 comentário