top of page
Buscar

Exposição em Higienópolis revela uma nova geração de ilustradores italianos

Até 8 de julho, é possível conhecer o trabalho de 20 artistas que estão se destacando na literatura para a infância. Alguns deles já são conhecidos do leitor brasileiro - caso de Francesca Sanna, autora de A Viagem (2015), um belo livro sobre refugiados narrado pelo olhar de uma criança, e de Eu e Meu Medo (2019), lançados pela V&R.

A mostra é uma parceria entre a Feira do Livro Infantil de Bolonha, o Instituto Emília e o Instituto Italiano de Cultura de São Paulo. Além da exposição, estão programadas mesas de debate, sessão de revisão de portfólio para ilustradores e oficinas - incluindo uma para crianças de 6 a 9 anos, com Antinori, chamada Um Galgo Bem Escondido. As inscrições podem ser feitas no site do Instituto Emília, que é dirigido por Dolores Prades.


“A exposição vem com a chancela da Feira de Bolonha, um polo de referência mundial do livro para as infâncias e juventudes. Este dado é fundamental e é, em si, uma razão. Trazer este olhar do que é considerado de excelência entre os jovens ilustradores italianos é um indicativo das tendências e do momento da ilustração contemporânea”, explica Dolores.


Diretora da Feira do Livro Infantil de Bolonha, Elena Pasoli defende que a ilustração italiana tem uma longa e magnífica tradição, que se reflete também na produção da geração mais jovem de artistas italianos. Esta exposição pretende mostrar as vozes mais recentes, frescas e interessantes dos ilustradores infantis italianos. Ela destaca que muitos desses 20 ilustradores selecionados já ocupam um lugar importante no cenário internacional.


Criada em 1964, a feira abre espaço, desde seu início, a ilustradores novatos. Para muitos artistas, a feira é mesmo um pontapé inicial.


A Nova Geração de Ilustradores Italianos

Instituto Italiano de Cultura de São Paulo

Av. Higienópolis, 436

Segundas e quintas, 10h/13h e 15h/17h

Sextas,10h/13h

Gratuito

Até 8 de julho

Comments


bottom of page