Buscar
  • Redação JBA

Estudantes do Jardim Ângela ganham prêmio nacional com projeto que divulga ações artísticas

O projeto “M.Arte”, protagonizado por garotas da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Marli Ferraz Torres Bonfim, localizada no extremo Sul de São Paulo, foi um dos premiados na última edição do Desafio Criativos da Escola. O destaque foi conquistado devido ao desenvolvimento de um projeto de aplicativo que tem o propósito de mapear, divulgar e potencializar o acesso às manifestações artísticas da região.


De forma coletiva, as adolescentes do 6º ao 9º ano levantaram alguns problemas que existem na região e tentaram pensar em ações que pudessem minimizá-los. Um dos pontos que elas perceberam foi a inexistência de um lugar que reunisse e divulgasse todas as atividades artísticas desenvolvidas no Jardim Ângela e que são disponíveis para a população. Assim, iniciaram o levantamento e categorização das atividades por linguagens e pensaram de qual forma um aplicativo poderia funcionar. Entre os desafios do Criativos na Escola estão também a tarefa de criar um nome para o projeto e uma logomarca.


Para a professora de artes Eliana Silva, “a ideia das alunas foi mostrar que o bairro também tem potencial artístico”. Com essa proposta, as estudantes foram reconhecidas pelo Criativos da Escola – programa do Instituto Alana que integra o Design for Change, um movimento global que surgiu na Índia e está presente, atualmente, em 52 países, inspirando mais de 2,2 milhões de crianças e adolescentes ao redor do mundo. O Desafio destinou R$ 2 mil às iniciativas premiadas, que passam a ter uma página exclusiva no Banco de Projetos do Criativos.