top of page
Buscar

Copa do Mundo FIFA Catar 2022 será diferente de todas as outras

Por Roberto Maia


Falta pouco para o início da 22ª edição da Copa do Mundo da FIFA. E será a primeira realizada em um país do Oriente Médio, o Catar. O maior evento esportivo do planeta promete ser diferente de todos os outros já vistos. O torneio internacional de futebol masculino organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), que reunirá 32 seleções nacionais, será realizado entre 21 de novembro e 18 de dezembro.


No Brasil o clima para a Copa ainda está bastante frio por conta da eleição presidencial no próximo domingo, dia 30. Tomara a torcida e a festa brasileira típica dessas ocasiões ganhe força após a convocação da Seleção Brasileira no próximo dia 7 de novembro.


Nunca uma Copa do Mundo foi disputada em um país tão pequeno - apenas 11.574 km². Os deslocamentos das seleções serão mínimos, o que aliviará muito o desgaste em viagens. Será muito diferente das duas últimas edições do torneiro realizadas no Brasil e na Rússia, países com dimensões continentais.


Os torcedores que irão à Copa do Catar também serão beneficiados porque sobrará muito mais tempo para o turismo e o lazer. Mas é bom lembrar que não será barato ir ao Catar. E quem não tiver ingressos e acomodações reservadas previamente será impedido de entrar no país. Definitivamente essa não será uma Copa para aventureiros.


Os torcedores com ingressos e reserva nos hotéis receberão o Hayya Card, uma espécie de visto com duração para o período do Mundial. Sem ele será impossível entrar em um estádio.

A Copa do Mundo no Catar terá oito arenas (7 novas e 1 reformada) para receber torcedores de todo o mundo com muito conforto. O Lusail com 86,2 mil lugares receberá jogos do Brasil contra a Sérvia e Camarões, além da grande final. (Foto: Visit Qatar/Unsplash)

Os brasileiros figuram na nona colocação na lista dos países que mais compraram ingressos para os jogos – mais de 39,5 mil. Os argentinos, apesar da crise na economia do pais, aparecem em sétimo com pouco mais de 61 mil ingressos adquiridos.


Segundo o Comitê Organizador da Copa do Mundo, até o momento foram vendidos 2,7 milhões de ingressos de um total de 3,1 milhões disponíveis.


O Catar espera receber mais de 1,2 milhão de turistas para a Copa do Mundo. A expectativa do país é de arrecadar carca de R$ 17 bilhões, além de usufruir do momento para apresentar a cultura e pontos turísticos da região.


Para além dos jogos, há uma grande variedade de atrativos para os visitantes. O ponto central será a capital Doha, que se tornou referência quando se fala em prosperidade.


Doha ostenta imponentes e modernos edifícios, oferecendo um belo plano de fundo para uma área verde repleta de cafés, restaurantes, instalações para exercícios ao ar livre e até mesmo uma pista de atletismo.

Entre as atrações turísticas de Doha estão os museus que remetem às raízes culturais da cidade; os safáris no deserto; as lindas praias como a do Katara, que oferece infraestrutura de alto nível; e a gastronomia de classe mundial e extremamente diversificada.


Entramos na contagem regressiva para o início da Copa do Mundo. E tomara o povo brasileiro possa estar unido em torno da nossa Seleção em busca do hexacampeonato!

Principal cidade do Catar, Doha ostenta modernos edifícios e uma série de atrativos turísticos para os torcedores que irão à Copa do Mundo. (Foto: Pixabay)


Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.


Comments


bottom of page