Buscar
  • Rede D'Or

Conheça seis hábitos que podem prejudicar a saúde do cérebro

Ser sedentário, fumar e ficar sozinho e no escuro são hábitos que podem gerar problemas cerebrais, como demência

Imagem: Freepik

Órgão mais importante do corpo humano, o cérebro é responsável por regular a maioria das funções corporais e mentais. Ele está relacionado com a inteligência, linguagem, consciência e memória, entre outros. Trata-se de um órgão extremamente complexo que desempenha um papel preponderante em todas as funções do corpo.


Mas alguns hábitos podem afetá-lo de forma bastante negativa. É essencial estar atento a determinados comportamento e evitar cometer erros que possam prejudicar o cérebro e provocar o surgimento de doenças.


Os especialistas da Rede D’Or listaram seis erros comuns que devem ser evitados:

  1. Dormir mal - a falta de sono pode ser uma causa de demência, incluindo a doença de Alzheimer. É melhor tentar ter horas regulares de sono. Se você tem problemas para dormir, evite álcool, cafeína e eletrônicos à noite e comece um ritual relaxante na hora de se deitar.

  2. Isolar-se - Os humanos são programados para o contato social. Não se trata de quantos amigos nas redes sociais você tem – o que importa é uma sensação real de conexão. Pessoas que fazem isso com apenas alguns amigos próximos são mais felizes e produtivas. Elas também têm menos probabilidade de sofrer de declínio do cérebro e da doença de Alzheimer. Se você se sentir sozinho, chame alguns amigos ou comece algo novo – dançar, jogar tênis ou baralho – que envolva outras pessoas.

  3. Alimentar-se mal – partes do cérebro ligadas ao aprendizado, memória e saúde mental são menores em pessoas que têm muitos hambúrgueres, batatas fritas e refrigerantes em sua dieta. Frutas vermelhas, grãos inteiros, nozes e vegetais com folhas verdes, por outro lado, preservam a função cerebral e retardam o declínio mental. Portanto, da próxima vez que você começar a pegar um saco de batatas fritas, lembre-se disso e troque por um punhado de nozes.

  4. Ser sedentário - quanto mais tempo você ficar sem exercícios regulares, maior será a probabilidade de você ter demência. Também é mais provável que você tenha diabetes, doenças cardíacas e pressão alta – e todas essas condições podem estar relacionados ao Alzheimer. Você não precisa começar a correr maratonas – meia hora no quintal ou uma caminhada rápida pela vizinhança vai funcionar. O importante é fazê-lo pelo menos três dias por semana.

  5. Fumar - apesar de todos os avisos e comprovações dos malefícios que o fumo traz, você continua fumando. E isso pode encolher o seu cérebro – o que definitivamente não é uma coisa boa. Isso piora a memória e aumenta a probabilidade de você desenvolver alguma demência, incluindo a doença de Alzheimer. Lembrando que fumar também causa doenças cardíacas, diabetes, derrame e pressão alta.

  6. Ficar muito no escuro - se você não receber luz natural suficiente, pode ficar deprimido e isso pode desacelerar seu cérebro. Pesquisas também mostram que a luz solar ajuda a manter o cérebro funcionando bem. Portanto, aproveite a luz do sol, sempre protegendo a pele.

7 visualizações0 comentário