Buscar
  • Redação JBA

Cirurgião plástica após gestação

Demanda por mamoplastia é crescente e muitas mulheres já pensam nisso durante a gravidez

Imagem: Freepik

Líder no ranking de cirurgias plásticas, a mamoplastia segue em um crescimento constante, principalmente após a gestação. Em seguida, a cirurgia para flacidez abdominal. No caso da cirurgia de mama, é necessário esperar cerca de 8 meses após o fim da amamentação para realizar o procedimento. “Outras cirurgias podem ser feitas imediatamente após o desmame sem problemas. Mas no caso da mamoplastia é muito importante esperar o período da amamentação para operar as mamas, após 8 meses”, fala Dr. Antonio de Melo, cirurgião plástico.


Segundo o médico, a busca por informações sobre os procedimentos pós-gestação é muito particular “existem mulheres que me procuram ainda gestante para entender todo o processo”.


Algumas mulheres optam por tentar fazer cirurgias simultâneas e isso pode depender muito de caso a caso “o profissional deve analisar o impacto de cada procedimento, o histórico da paciente, além da avaliação do porte cirúrgico”, explica Melo.


Outra dúvida bem comum entre as mulheres é se a prótese de silicone pode ser colocada antes de engravidar. Vai atrapalhar a amamentação? Vou ter de refazer?’. Segundo o cirurgião, não há problema se todos os cuidados forem tomados.


No caso da cirurgia de implante de silicone, não prejudica a produção de leite materno. Isso porque não existe intervenção das glândulas mamárias, elas ficam intactas e o leite não entra em contato com a prótese.

É importante lembrar do pós-operatório que, normalmente, deve ficar 30 dias sem fazer esforços e nem movimentar os braços. “Mas hoje já existe, nos casos de momoplastia, a recuperação de 24h. Que é um conjunto de técnicas, com materiais tecnológicos e com mais de 14 passos no protocolo de segurança para a cirurgia”, explica Dr. Antonio Melo.


O método de prótese de recuperação rápida (R24R), possibilita a mulher mais independência e uma qualidade de vida maior. Trata-se de uma abordagem cirúrgica refinada, com manipulação delicada e que minimiza as lesões ao tecido. “O que torna menos traumático e proporciona o controle específico da dor”, finaliza o cirurgião.

0 visualização0 comentário