top of page
Buscar

Cia de Teatro Máscaras apresenta Zum ou Zois - The Return

Com Raul Toledo e Mário Vieira, texto e direção de Carlos Meceni, espetáculo tem curtíssima temporada, com apenas 4 apresentações


Uma peça inteligente e gostosa... Em que os atores, Raul Tolledo e Mário Vieira, encenam várias situações do cotidiano, uma ideia excelente e que funciona, com esquetes engraçadas, irônicas, um humor que atinge igualmente adultos e crianças.


Por que montar Zum ou Zois


Este projeto trata-se da quarta edição do espetáculo Zum ou Zois, que tanto cativou a classe teatral e seu público, desde 1979, em sua estreia. Segundo Tatiana Belink, um espetáculo sem fronteiras, onde a criatividade dos atores/autores transformam a realidade em mera coincidência. Um lugar qualquer. Apenas mais uma faceta de um todo em que habitamos, momentaneamente.


O espetáculo como forma de improvisação, que varia com a inspiração momentânea da dupla, está longe de assemelhar-se com uma peça convencional, dividida em atos e quadros, com o público, sentado, estático, simplesmente esperando o desenrolar do enredo.


O público, que abrange as mais variadas faixas de idade, vibra e participa das gags da dupla, que retomou Chaplin e o pessoal da chanchada brasileira para explorar as contradições do cotidiano e criticar as limitações e impotência a que está submetido habitante das grandes metrópoles. A figura central da peça é o telefone, um meio de comunicação tão bem explorado que serve de ligação entre uma crítica à burocracia e

um bate-papo informal entre dois estranhos.


Desde a segunda montagem em 1993, quando Decio Pinto Medeiros integrou o elenco em substituição a Mauro Padovani, que falecera, o espetáculo ganhou novos contornos e a adição de quadros que incrementaram o espetáculo. Décio trouxe um maior vigor àquela que já era uma grande peça teatral. Em 2012, quando a dupla se encontrou mais uma vez, por ocasião da montagem de Assalto Alto, surgiu novamente a ideia de remontar o espetáculo veio coroar uma longa amizade destes dois grandes atores da cena teatral paulistana, no Teatro Ruth Escobar.

O absurdo do cotidiano


Foto: divulgação

Uma improvisação que varia com a inspiração momentânea da dupla, pois viver é um ato de improviso, e o teatro é um pedaço do palco. Está longe de assemelhar-se a uma peça convencional, divididas em atos e quadros, com o público sentado, estático, simplesmente esperando o desenrolar do enredo.


Um espetáculo que abrange as mais variadas faixas de idade, (censura livre) vibrando e participando das gags da dupla, que retoma a época do cinema mudo, com Chaplin, O gordo e o magro e também as chanchadas brasileiras no intuito de explorar as contradições do cotidiano e criticar as limitações e impotência a que está submetido o habitante das grandes metrópoles.


Zum ou Zois - The Return

Estreia: 6 de outubro

Curta temporada:

Dias 06, 13, 20 e 27 de outubro às 21h

Teatro Ruth Escobar - Sala Myriam Muniz

Comments


bottom of page