top of page
Buscar

Chegada do Natal, segurança é um item essencial

Por Coronel Camilo


A proximidade do Natal faz com que aumente a preocupação com a segurança entre os moradores de São Paulo. Nesta época, quando as ruas ficam mais movimentadas, os criminosos aproveitam a distração das pessoas para agir mais. Levam carteiras, celulares, cartões de crédito e débito e até rasgam mochilas em busca de objetos de valor. É preciso adotar medidas simples de prevenção para evitar transtornos como furtos e roubos.


Nos endereços mais procurados para as compras, como a Rua 25 de Março, Avenida Paulista e toda a região do Brás e Bom Retiro, o efetivo da Polícia Militar sempre é intensificado. As folgas são suspensas no período e algumas férias acabam remanejadas. Tenho insistido que a Operação Delegada é um grande ganho para a população, pois permite que mais policiais estejam nas ruas, principalmente nos centros de compras. A ideia é que essa iniciativa aumente agora, especialmente em dezembro.


Nos pontos onde a Operação Delegada foi implantada, em 2009, houve uma redução significativa de crimes. Em média, furtos e roubos diminuíram em até 60%. Com isso, as pessoas sentiram-se mais seguras para transitar, trabalhar e comprar. Contudo, por mais que o Poder Público tome medidas firmes para evitar furtos e roubos em locais de aglomeração, nada substitui a efetiva participação de todos, tomando alguns cui-

dados com a sua segurança pessoal.


Algumas dicas para ir às compras de Natal: as mulheres devem ficar com a bolsa na parte da frente do corpo; os homens devem guardar a carteira no bolso da frente. Prefira os cartões dos bancos a dinheiro e não ande com altas quantias e evite aglomerações. O ideal é jamais contar dinheiro na rua ou mexer na carteira ou no celular enquanto estiver caminhando. Evite uso de joias e objetos de valor ao ir às ruas comerciais. Vale lembrar que antes de passar o cartão nas máquinas das lojas é fundamental conferir o valor debitado. Tente ir ao endereço que procura já com o dinheiro certo. Com isso, não será necessário fazer saques em caixas eletrônicos, uma ação que não é recomendada em lugares abertos.


Caso note alguma situação fora do comum ou suspeita, procure um policial mais próximo, que geralmente está em bases comunitárias. Se estiver acompanhado de crianças, mantenha o máximo de atenção para não perdê-las na multidão e sempre as identifique com pulseiras com nome e telefone.


Pequenas atitudes fazem a diferença e auxiliam o trabalho da Polícia Militar durante a Operação de Natal, pois a segurança é dever do estado, mas é direito e responsabilidade de todos.



Coronel Camilo é secretário-executivo da Polícia Militar. É formado em Administração de empresas pelo Mackenzie, com bacharelado em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul e pós-graduado em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIAP e em Gestão de Segurança Pública pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Comments


bottom of page