Buscar
  • Redação JBA

Canil da GCM retoma ações de Cinoterapia no HSPM

Uma parceria entre as Secretarias Municipais de Segurança Urbana e Saúde viabiliza o auxílio de animais em tratamentos hospitalares. Desde 2018, a Inspetoria do Canil da Guarda Civil Metropolitana atua com cães terapeutas no atendimento de pacientes do Hospital do Servidor Público Municipal.

Imagem: Prefeitura de São Paulo

O projeto, suspenso durante as fases mais intensas da pandemia, foi retomado no dia 28 de setembro. Um evento comemorativo, com apresentação do Coral da GCM, marca a retomada dos trabalhos terapêuticos direcionados aos pacientes da Geriatria.


Para a Coordenadora Geral de Geriatria, do Hospital do Servidor Público Municipal, Dra. Renata Salles, “a inauguração do Setor de Geriatria do HSPM, com a retomada de atividades da Inspetoria do Canil da Guarda Civil Metropolitana, e utilização da Cinoterapia para evolução nos tratamentos dos nossos pacientes, e um marco para toda equipe médica”.


O treinamento faz parte do cotidiano do Canil. Hoje, seis cães e seus condutores desenvolvem o trabalho social: as duplas Saroo e 2ªCL Marina; Rana e 2ªCL Danusa; Zara e CE Rosangela; Max e CE Cleia; Roma e CE Vagner e Balder e SI Patrícia. Os GCMs são formados em cursos de Intervenção Assistida por Animais, estão sempre se aprimorando e multiplicando conhecimentos entre o efetivo da Inspetoria.


As raças Labrador e Border Collie costumam ser mais utilizadas para este tipo de trabalho, mas as aptidões do cão são consideradas no início do treinamento: “quando estudamos a etimologia, aprendemos que cada cão tem um perfil. Para Cineroterapia, eles precisam ser sociáveis e gostar de pessoas”, explicou a CE Rosângela, uma das especialistas do Canil. Os animais também passam por treinamento de Obediência Básica e pelo teste C-Barq, como parte do protocolo internacional de atuação.


Além dos treinamentos específicos, os cães recebem atenção preventiva de saúde, treinamentos físicos e adaptações para a rotina. Parcerias com o Centro de Controle de Zoonoses e Hospital Veterinário da USP asseguram o acompanhamento veterinário dos cães.


Sobre a Cinoterapia

A Intervenção Assistida por Animais é uma metodologia terapêutica, auxiliar aos tratamentos médicos. A inclusão de animais em terapias foi experimentada em tratamentos diversos. Nos anos 50, a Doutora Nise da Silveira inseriu o contato com animais no tratamento de pacientes psiquiátricos.


A Cinoterapia traz benefícios físicos, mentais, educacionais e fisiológicos aos pacientes. Através da interação com os animais ocorre a mobilização precoce do paciente, facilitando sua saída do leito, em estágios diversos de locomoção, com uso de cadeiras de rodas, andadores ou com apoio de pessoas; aumento da comunicação verbal e não verbal entre os pacientes e os membros da equipe médica; melhoria da capacidade de concentração e atenção.

0 visualização0 comentário