Buscar
  • Redação JBA

CAMP Pinheiros inaugura CEDESP em parceria com prefeitura de São Paulo

Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo para Adolescentes na Unidade CAMP Pinheiros formaliza aporte financeiro para oferecer cursos gratuitos para jovens e adultos

Richard Haddad Junior, secretário regional de Pinheiros; Joyce Oliveira, gerente da unidade; Mario Ugolini, presidente da entidade; Carlos Bezerra Júnior, secretário municipal de Assistência Social; e Antônio Carlos Moura, da SAS Pinheiros.

As atividades do Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo para Adolescentes, Jovens e Adultos (CEDESP) unidade CAMP Pinheiros foram oficialmente inauguradas em uma solenidade realizada no dia 18 de julho. O presidente da entidade, Mario Sergio Teixeira Ugolini, recebeu a visita de Carlos Bezerra Júnior, secretário municipal de Assistência Social, para a formalização da parceria com a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).


Joyce Oliveira, gerente de serviços do CEDESP no CAMP Pinheiros, apresentou os responsáveis pelas iniciativas e deu início ao pronunciamento do secretário Carlos Bezerra Junior, que falou da importância da unidade: “Aqui tem oportunidade, respeito, direitos garantidos e habilidades multiplicadas, dons, talentos em favor da sociedade e de uma cidade que tanto precisa de nossos esforços mútuos para que seja construída de uma forma mais justa e mais pacífica”, afirmou. Jovens, adultos e idosos que integram os projetos e personalidades envolvidas no incentivo à promoção humana, como Richard Haddad Junior, secretário da Subprefeitura da Regional de Pinheiros, e Antônio Carlos Moura, da Supervisão de Assistência Social – SAS Pinheiros, puderam acompanhar o descerramento da placa comemorativa.


O encontro foi uma oportunidade de conhecer as instalações onde os cursos gratuitos são aplicados e de conferir como são os espaços onde se promovem, além da formação, também o convívio entre gerações. “O CEDESP do CAMP Pinheiros tem o privilégio de proporcionar a troca de experiências entre os jovens e os idosos, essa interação que faz toda a diferença como vivência e é o reconhecimento valioso do aprendizado da vida”, afirmou Mario Sergio Teixeira Ugolini.


O aporte mensal de mais de 90 mil reais permitirá abrir mais 320 vagas nas oficinas profissionalizantes para adolescentes, jovens e adultos. O serviço foi aprovado em março e garante recursos mensais durante cinco anos, o que gerará 16 empregos diretos e formará 160 atendidos por semestre, em módulos com carga horária de 440 horas para o período diurno e 330 horas para o período noturno. Composto por cinco eixos tecnológicos, o serviço ofertará as oficinas: Confeiteiro, Operador de Computador, Cabeleireiro, Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão e Assistente Administrativo.