top of page
Buscar

Bustronome: isso mesmo, um ônibus gastronômico em Londres!

Por Paulo Panayotis


Londres, Inglaterra. Pela janela do ônibus vermelho de dois andares, os principais marcos de Londres vão passando lentamente: o palácio de Westminster, a London Eye (roda gigante a beira do rio Tamisa), a Torre de Londres, o Big Ben! Quando recebi o convite para esse passeio digamos, inusitado, pensei que seria um “chacoalhão só”! No entanto, milagrosamente, apenas alguns solavancos aqui e ali me lembraram de que estava andando de ônibus pela capital inglesa.

London Eye, ou a roda gigante “o olho de Londres” vista do ônibus

A propaganda afirma: “um restaurante autêntico e original, as maiores emoções no mais curto espaço de tempo! O terraço móvel de Londres”. Desconfiei até que, a bordo, tiveram início os trabalhos. “Muito legal e rapidinho”, confirma o casal coreano que janta ao nosso lado. Seguramente com menos de 30 anos de idade, foi uma surpresa encontrar não somente eles, mas vários outros casais “novinhos”.

Casal de turistas coreanos observa a London Bridge antes do início do jantar

Se você vai fazer um bate e volta a Londres, saindo de Paris como eu e nunca visitou a capital britânica, eu recomendo fortemente. Mesmo se você já foi várias vezes a Londres, vale a pena, pois acaba observando a cidade de um ponto de vista inusitado. O menu é composto de um jantar gastronômico de seis pratos que pode ou não ser acompanhado de vinhos. Sugiro que escolha o jantar harmonizado, incluindo os vinhos. Um interessante sistema de áudio-guia vai comentando os pontos turísticos por onde o ônibus vai passando em seis idiomas. E sim, tem em português.

Ônibus de dois andares usado para o jantar gastronômico

Se der sorte, como eu, e o dia for ensolarado, vai pegar o pôr do sol com fundo para o rio Tamisa. Um luxo, além de uma baita sorte nesta cidade cuja chuva faz parte do dia a dia. Você consegue se imaginar, aqui no Brasil, ir de metrô até um local ermo e jantar em um ônibus em movimento? Ainda mais com nosso asfalto lunar espalhado por todo o país?

Início do jantar com seis pratos

Pois sim, é uma experiência que vale muito a pena. E garanto que, após a segunda taça de champanhe você nem perceberá que está dentro de um ônibus. Muitos dos casais a bordo, a grande maioria de turistas estrangeiros, acaba pedindo, além dos vinhos que já estão incluídos no menu, mais uma garrafa de vinho. Aí então é que você nem perceberá que está “rodando” em um ônibus.

Tortelini de lagosta com bisque de camarão

Talvez até se esqueça de onde está, em qual capital do mundo. Mas e daí? É exatamente esta proposta do Bustronome, que nasceu em Paris, na Franca, e fez tanto sucesso que os sisudos ingleses acabaram importando a ideia. O ônibus de luxo, especialmente adaptado para isso, tem uma pequena cozinha de onde saem as maravilhas servidas. O Chef, aliás, muda a cada seis meses. Quando fiz o passeio, o chef era francês. Mas acho que, quando retornar a Londres, vou fazer o percurso novamente e torcer para que seja um chef inglês! Só prá ter certeza de que eles aprenderam a alta gastronomia. E se não for tão bom quanto o chef francês, podem perguntar vocês? Bem, neste caso, pedirei, mas duas garrafas de vinho. Salut, ou Cheers, como diriam bons Londoners.

Jornalista Paulo Panayotis com Big Bem ao fundo

Serviço: Passeio em ônibus de luxo pelos principais pontos turísticos de Londres. Preço: 150 libras (jantar harmonizado de seis pratos por pessoa). Duração: três horas. Embarque: próximo das estacoes de metro Embankment e Charing Cross.

Fotos: Paulo Panayotis & Adriana Reis


O jornalista Paulo Panayotis viaja com seguro viagem Universal Assistance e conheceu o Bustronome a convite do Visit Britain.


Paulo Panayotis é jornalista especialista em turismo, mergulhador e fundador do Portal OQVPM - O Que Vi Pelo Mundo. Mora na Europa, tem passaporte carimbado em mais de 50 países e viaja com patrocínio e apoio Avis, Travel Ace e Alitalia.

Comments


bottom of page