Buscar
  • Roberto Maia

Brasileirão corre o risco de parar se o Flamengo jogar com apoio da torcida

Por Roberto Maia


Embora o Atlético-MG seja o líder do Campeonato Brasileiro com 42 pontos – cinco a mais que o Palmeiras o segundo colocado –, o assunto do momento no futebol nacional é o Flamengo. Atual bicampeão brasileiro, o rubro-negro carioca é o terceiro com 34 pontos, mas com dois jogos à menos que os rivais que estão à frente.


Quem assistiu ao jogo do domingo passado entre Palmeiras e Flamengo viu que o Mengão está “voando” no campeonato e, embora tenha jogado sem alguns dos seus titulares, venceu facilmente o Verdão de virada por 3 a 1 no Allianz Parque.


E apesar de ter um dos principais elencos do futebol brasileiro, o Flamengo continua se reforçando. Na segunda-feira, dia 13, apresentou mais um craque para a sua torcida: David Luíz. O zagueiro de 34 anos, que assinou contrato até o fim de 2022, jogou pelo Benfica, Chelsea, Paris Saint-Germain e Arsenal durante os seus 14 anos atuando na Europa. Ele deixou o país em 2007, após somente duas temporadas como profissional com a camisa do Vitória (BA).

Após 14 anos na Europa, David Luíz retorna ao Brasil para defender o Flamengo até o final de 2022. (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Mas o Flamengo não é assunto apenas por causa das estrelas que soma em seu elenco. O que também está preocupando os demais clubes que disputam a Série A do Brasileirão é um reforço ainda maior que qualquer um dos craques do time, a torcida rubro-negra.


De posse de uma decisão liminar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Flamengo poderá jogar com a presença de torcedores já a partir do próximo domingo. Os clubes – menos o Atlético-MG e o Cuiabá - não concordaram e recorreram, porém sem sucesso. O STJD negou o pedido para derrubar a liminar.


Agora, os 17 times descontentes tentam nos bastidores uma possível paralisação e adiamento da 21ª rodada do Brasileirão. Eu, particularmente, não acredito que aconteça. Até porque os clubes são tradicionalmente desunidos.


Por outro lado, não concordo que apenas o Flamengo possa voltar a jogar com a presença dos seus torcedores nos jogos que será o mandante. Ter os torcedores apoiando faz enorme diferença para o desempenho dos jogadores e do time em campo. Ainda mais sendo a fanática torcida rubro-negra.

De posse de uma liminar concedida pela STJD, o Mengão poderá contar com seus torcedores a partir de domingo. (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Apesar do avanço da vacinação contra a Covid-19 no país e da queda nos números de infectados e mortos, a pandemia ainda não acabou. E cada estado tem seus próprios protocolos sanitários no combate à doença. Então, liberar a torcida nos estádios não deveria ser uma decisão de um tribunal de justiça desportiva.


O próximo jogo do Flamengo pelo Brasileirão será domingo contra o Grêmio, no Maracanã, e que deverá receber torcedores - 35% da capacidade do estádio.


Nos bastidores os comentários dão conta que a pressão está muito forte contra o Flamengo. E não é para menos. Afinal, se já está sendo difícil parar o Mengão em jogos com os estádios vazios, imagina se ele estiver sendo empurrado pela Nação rubro-negra?



Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo