Buscar

Apesar da pandemia, a bola vai rolar no Brasileirão 2020

Atualizado: Ago 13

Por Roberto Maia


Até sábado, dia 8, o assunto do futebol em São Paulo é a final do Paulistão entre os dois mais ferrenhos rivais no Estado: Corinthians e Palmeiras. O primeiro jogo terminou em um empate sem gols, transferindo as emoções para o embate decisivo, que será disputado na arena do Verdão. E, apesar da pandemia da Covid-10 ainda registrar números altíssimos no país, a bola vai rolar no Brasileirão 2020 a partir do próximo domingo. O campeão será conhecido apenas em 2021.


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tomou os cuidados necessários para evitar contaminação entre jogadores, comissões técnicas, arbitragem e demais envolvidos nos jogos. Para tanto implantou um rigoroso protocolo de saúde e segurança, que prevê a ausência de público nos estádios, o acesso restrito ao campo de jogo e vestiários, além de outros procedimentos para impedir a propagação do vírus. O hospital Albert Einstein realizará testagens em todas as equipes antes de cada rodada. Todos os jogadores farão o exame três dias antes dos jogos. Aqueles que tiverem a presença do vírus detectada serão afastados imediatamente.

Novo protocolo de saúde e segurança da CBF uma série de procedimentos nos jogos do Brasileirão 2020 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O Flamengo será o time a ser batido. Atual campeão brasileiro, o rubro-negro carioca perdeu o seu treinador Jorge Jesus para o Benfica (Portugal). Para substituir o português outro estrangeiro foi contratado, o espanhol Domènec Torrent. O Mengão manteve os seus principais jogadores. Do elenco campeão de 2019, apenas o zagueiro Pablo Marí deixou o clube para jogar no Arsenal (Inglaterra). Em compensação chegaram Léo Pereira, Gustavo Henrique, Thiago Maia, Pedro, Pedro Rocha e Michael.

O futebol paulista estará representado por cinco times: Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos e Red Bull Bragantino.


Corinthians – O Timão terminou o Brasileirão 2019 na oitava colocação. Foi campeão brasileiro pela última vez em 2017. O clube perdeu Pedrinho, que foi negociado com o Benfica (Portugal), além de Jadson, Ralf e Clayson dispensados pelo novo treinador Tiago Nunes, que foi contratado no final de 2020. Entre as novidades para a temporada estão as chegadas de Luan, Jô, Éderson, Sidcley e de jovens promessas como Léo Natel.

O atacante Jô retornou ao Corinthians pela terceira vez e é um dos destaques do time na temporada (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Palmeiras - Campeão do Brasileirão em 2018, o Verdão comandado por Vanderlei Luxemburgo não fez grandes contratações. O elenco repleto de jogadores experientes terá a presença de jovens talentos das categorias de base. Casos dos meias Gabriel Menino e Patrick de Paula e do atacante Gabriel Verón. Destaque também para a saída de Dudu, que se transferiu para o Al Duhail, time de Doha (Catar).


São Paulo – Campeão brasileiro pela última vez em 2008, o Tricolor começa o Brasileirão sem nenhuma contratação. E ainda perdeu o jovem Antony, que foi para o Ajax (Holanda). A diretoria preferiu apostar no elenco de 2019, que tem como principais destaques Daniel Alves, Alexandre Pato, Juanfran e Pablo. Garotos promissores da base foram integrados, casos de Rodrigo Nestor, Diego Costa e Danilo Gomes. Tréllez, Paulinho Boia, Shaylon e Brenner voltaram de empréstimo. O treinador Fernando Diniz continua no comando.

O São Paulo contratou e aposta em time mesclado com jovens e outros mais experientes como Tiago Volpi (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Santos – Faltando poucos dias para o time estrear no Brasileirão, o Alvinegro resolveu demitir o treinador Jesualdo Ferreira. O nome mais cotado para substituí-lo é o de Cuca, que trabalhou no Peixe em 2018. Jesualdo ocupou o cargo por apenas 15 jogos, onde venceu seis vezes, além de quatro empates e cinco derrotas. Salários atrasados levaram o atacante Eduardo Sasha e o goleiro Everson à Justiça para rescindirem seus contratos.


Red Bull Bragantino – Campeão da Série B em 2019, o Bragantino retorna à elite do futebol brasileiro. Agora reforçado pelo dinheiro e estrutura da multinacional Red Bull. O Massa Bruta manteve parte do time da temporada vitoriosa do ano passado e ainda ganhou novos jogadores. Entre as novidades estão jovens promessas como o goleiro Cleiton e o atacante Artur - destaque do time no Paulistão.


Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.

2 visualizações

Receba nossas atualizações

Siga nossas redes

  • Facebook - Círculo Branco

Copyright ©2020. Todos os Direitos Reservados 

Desenvolvido pela Redação do Grupo JBA

São Paulo - Brasil

joba@greco.com.br