Buscar
  • Redação JBA

Alimentação e atividade física: hábitos que contribuem para saúde do corpo e da mente

Médicos e explicam a importância de manter o equilíbrio para a saúde física e mental durante a pandemia

Imagem: Freepik

Há pouco mais de um ano, fomos surpreendidos pela pandemia do Covid-19 e a nossa rotina foi completamente transformada, e, atualmente, diante do avanço da pandemia do coronavírus e as restrições sociais é preciso, mais do que nunca, ressaltar a importância de manter o equilíbrio da nossa saúde física e mental. Alguns hábitos rotineiros, como manter uma alimentação saudável, praticar exercícios e ter uma boa noite de sono, por exemplo, são formas prudentes de manter a saúde e o bem-estar em dia, além de garantir que nosso sistema imunológico esteja a todo vapor.


O que fazer?

Com a atual situação, podemos observar que diante do fato de termos de ficar em casa impossibilitando o acesso a academias, por exemplo, temos fácil acesso a alimentos, principalmente os industrializados, ricos em gordura e açúcar, que promovem uma sensação de prazer imediato e alívio, podendo desencadear processos de compulsão alimentar, pois por muitas vezes acabamos descontando na comida.


O excesso de peso compromete o funcionamento de todos os órgãos, deixando o sistema imunológico vulnerável e suscetível a possíveis vírus e bactérias. Dessa forma, manter a saúde em dia vai muito além de fatores estéticos, sendo uma medida importante para estabelecer o equilíbrio e resistência do corpo, ou seja, adotar um novo estilo de vida tem sido cada vez mais urgente e necessário.


“Dê preferência a alimentos naturais como verduras, frutas, vegetais e cereais, que além de mais saudáveis, ajudam a melhorar o funcionamento do nosso sistema imunológico, pois possuem maior quantidade de vitaminas e minerais (micronutrientes), fibras e compostos com ação antioxidante, que podem ser encontrados nas uvas ou nos frutos vermelhos”, explica Dr. Elifas Rodrigues, nutrólogo da clínica Benessere.


Fontes de proteínas, como a carne bovina, por exemplo, são essenciais para auxiliar nosso sistema imunológico no combate de agentes perigosos em nosso organismo, além de frango, ovos e peixes ricos em ômega-3, que é um forte aliado em processos anti-inflamatórios.


Podemos também optar por alimentos que promovam a saciedade, como chia e linhaça, oleaginosas (nozes, castanhas e amêndoas), e, também, as leguminosas (ervilha, feijão e do grão-de-bico). Esses alimentos, além de nutritivos, possuem altas concentrações de proteínas, fibras e micronutrientes que contribuem não só para a saciedade, mas também o funcionamento de todo o sistema imunológico.


Devemos destacar também a importância de ingerirmos um nível adequado de água durante o dia. A água é um elemento fundamental para que ocorram todas as reações biológicas e químicas do nosso organismo. Ela está presente no sangue e nas células, transportando várias substâncias desde a ingestão até a sua eliminação, ajudando de maneira significativa nosso sistema imunológico a produzir anticorpos que auxiliam no combate de vírus e bactérias, como a gripe ou até mesmo a Covid-19, além de contribuir para a diminuição da retenção de líquidos.


“É recomendável evitar os refrigerantes devido às grandes quantidades de açúcares utilizados em sua composição, que prejudicam a circulação sanguínea e o acúmulo de gorduras. Dê preferência a sucos e chás naturais, ou bebidas sem açúcares em geral.” Completa Dr. Alisson Melo, nutrólogo da clínica Benessere.


Para um acompanhamento minucioso, completo e efetivo, procure o auxílio de um nutricionista, capaz de entender as especificidades e necessidades para montar uma dieta adequada às necessidades do seu corpo.


Prática de exercícios físicos

É fundamental manter sua rotina de treinos em dia. Os exercícios praticados durante a atividade física, além da melhora da saúde, são capazes de “desafogar” o acúmulo de estresse, alteração do sono, tensão muscular, formigamento e sensação de desgaste, perda de interesse, problemas de atenção e depressão, além de auxiliarem no combate de doenças como a hipertensão e diabetes, que são fatores de risco da Covid-19, e, também, contribuem para a redução da ansiedade e melhora o humor.


São indicados os treinos de calistenia (que exploram o peso do próprio corpo na prática de atividades), além de subir e descer escadas, caminhar dentro de casa e fazer polichinelos e abdominais.


Mas não se esqueça: antes de realizar qualquer atividade física, procure um médico responsável.

1 visualização0 comentário