top of page
Buscar

A transformação do Fortaleza: da Série C à final da Sul-Americana

Por Roberto Maia


A trajetória desde transformação do Fortaleza, de sua passagem pela Série C do Campeonato Brasileiro até a final da Copa Sul-Americana de 2023, é uma história notável de ressurgimento em um dos clubes de futebol mais tradicionais do Brasil, com mais de um século de história.

O vice-campeonato da Copa Sul-Americana 2023 é o resultado de um trabalho profissional que teve início em 2017, quando o time estava na Série C. (Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC)

A metamorfose teve início em 2017, quando Marcelo Paz assumiu a presidência do clube e desempenhou um papel vital ao profissionalizar a gestão, aprimorar as estruturas e realizar investimentos substanciais no futebol. Foi ele quem trouxe o técnico Rogério Ceni para comandar a equipe.


Essas mudanças imediatamente começaram a gerar resultados. Em 2018, o Fortaleza conquistou o Campeonato Cearense e obteve a promoção para a Série B do Brasileirão. No ano seguinte, o clube venceu a Segundona e garantiu o acesso à elite do futebol brasileiro, a Série A. ainda em 2019, o Leão conquistou a inédita Copa Nordeste.


No cenário da Série A, o Fortaleza consolidou sua posição como um time competitivo. O tricolor cearense, inicialmente comandado por Rogério Ceni, e depois por Zé Ricardo, encerrou o campeonato na nona posição, o que garantiu a classificação inédita e histórica para a Copa Sul-Americana.


Em abril de 2021, o atual técnico Juan Pablo Vojvoda foi contratado e o objetivo foi o G-4 do Brasileirão Conseguiu e cravou a última vaga direta para a Libertadores. Estreante na competição, o Tricolor acabou caindo na fase de grupos. Mas conquistou mais um Campeonato Cearense.


O auge dessa trajetória notável ocorreu neste ano, quando o Fortaleza chegou à final da Copa Sul-Americana, sendo derrotado pela LDU. Essa campanha histórica marcou a consolidação do Tricolor cearense como um dos principais do futebol brasileiro.


A transformação do Fortaleza pode ser atribuída a uma série de fatores cruciais, incluindo a profissionalização da gestão, investimentos substanciais no futebol e o inabalável apoio de sua fervorosa torcida. O Leão é um exemplo claro de que, com planejamento estratégico e dedicação, é possível alcançar e superar metas grandiosas.

O Leão cearense saiu na frente no jogo final, mas cedeu o empate e foi derrotado nas cobranças de pênaltis. (Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC)

Os pilares fundamentais da transformação do Fortaleza podem ser resumidos em três pontos-chave: Profissionalização da Gestão - A liderança de Marcelo Paz introduziu mudanças estruturais, com a criação de uma diretoria executiva, contratação de profissionais qualificados e estabelecimento de processos e controles eficazes; Investimento no futebol - O Fortaleza direcionou recursos significativos para aprimorar sua infraestrutura, investir na formação de jogadores e adquirir reforços de qualidade; Apoio da torcida - A paixão e o apoio inabalável da torcida desempenharam um papel crucial no sucesso do clube. Os apaixonados torcedores demonstraram seu apoio incondicional em todas as fases da jornada de transformação.


O futuro do Fortaleza é promissor e ambicioso. O clube continua a investir para se consolidar como um dos principais clubes não apenas do Brasil, mas também da América do Sul. Com uma visão de crescimento contínuo, o Leão está determinado a continuar surpreendendo e conquistando novos títulos nos próximos anos. Seu caminho notável de ascensão é uma inspiração para clubes de todo o país, demonstrando que a determinação e o planejamento estratégico podem levar a resultados extraordinários no mundo do futebol.




Roberto Maia é jornalista e cronista esportivo. Iniciou a carreira como repórter esportivo, mas também dedica-se a editoria de turismo, com passagens por jornais como MetroNews, Folha de São Paulo, O Dia, dentre outros. Atualmente é editor da revista Qual Viagem e portal Travelpedia.



Comments


bottom of page