top of page
Buscar

A moça limpinha e o seu namorado que não tomava banho

Por Fernando Jorge


Foto: Odua

Quando eu era jurado do programa do Bolinha na TV Bandeirantes, apresentado aos sábados, uma jovem se aproximou de mim e disse:

– Gostaria de falar com o senhor em particular, é um assunto muito delicado.

– Pode ir a minha casa – respondi – e lá eu atenderei.


Forneci o endereço da minha residência e lá, em meu lar, ela me contou:

– Tenho um namorado que é bom rapaz, de ótimo coração, porém... porém...


Vi que a moça estava embaraçada, sem jeito, mas procurei deixá-la à vontade:

– Diga, pode falar.


Então ela me disse:

– Gosto do meu namorado e ele gosta de mim, mas há um problema...

– Qual é?

– Ele não toma banho, cheira mal, tem fedor.

– E por quê?

– Porque a sua mãe o aconselhou a não tomar banho, à fim de não ficar gripado. Ela é tão porca, fede tanto, que recebeu o apelido de Dona Fedentina... Por favor, Fernando Jorge, ajude-me a fazer o meu namorado tomar banho!


Ajudei-a, dando-lhe alguns conselhos. O namorado passou a tomar banho, mas a sua mãe continuou a ser chamada de Dona Fedentina...




Fernando Jorge é jornalista, escritor, dicionarista e enciclopedista brasileiro. Autor de várias obras biográficas e históricas que lhe renderam alguns prêmios como o Prêmio Jabuti de 1962. É autor do livro “Eu amo os dois”, lançado pela Editora Novo Século.


Commentaires


bottom of page