top of page
Buscar

5ª Edição da Oficina DanceAbility recebe inscrições

A oficina de dança gratuita para pessoas com ou sem deficiência em SP tem inscrições abertas até 17 de agosto

Imagem: Divulgação

O Núcleo Dança Aberta, que em 2022 completa 15 anos de trajetória, está com inscrições gratuitas abertas para a 5ª Oficina DanceAbility, em São Paulo (SP).

A oficina será composta por dois grupos: o primeiro (Núcleo Didático), por meio de seleção pública (que inclui entrevista presencial para os pré-selecionados), recebe inscrições até 17 de agosto, exclusivamente pelo link disponível no site www.nucleodancaaberta.com - e conta com 15 vagas. O público-alvo contempla pessoas com e sem deficiências, com ou sem experiência em dança, com interesses em áreas diversas (artes, educação, terapias, entre outras) e na abordagem didática do método. Os participantes deste grupo terão formação constante e participam de todos os encontros da Oficina. A atividade acontecerá entre os dias 5 de setembro e 26 de outubro (sempre às segundas e quartas-feiras das 14h30 às 17h30), na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no bairro do Bom Retiro, região central da capital. O projeto, que propõe o encontro através da dança como veículo do aprendizado de estar junto, dá continuidade à série de workshops e performances ligados ao método DanceAbility, promovidos pelo Núcleo com apoio de seus parceiros – alguns deles com a participação de seu criador, o dançarino e coreógrafo Alito Alessi. O segundo grupo (Grupo II) será formado por pessoas com deficiências e seus acompanhantes, integrantes de ONGs, instituições e grupos inclusivos, esportivos ou artísticos, convidadas pela produção do Núcleo Dança Aberta. Este grupo participa somente do segundo encontro semanal (às quartas-feiras), quando ocorrem as aulas abertas de DanceAbility. Serão 15 participantes por ocasião, proporcionando uma formação constantemente renovada. Uma improvisação de participantes do Núcleo Didático, gratuita, prevista para 29 de outubro, encerra a programação. O projeto oferece transporte para viabilizar o acesso de pessoas com deficiência ao local de trabalho e assistência para locomoção. Método DanceAbility É um método de dança que utiliza a improvisação de movimento para promover a expressão e a troca artística entre pessoas com diversas habilidades, idades e origens, com e sem deficiência, que tenham interesse em experimentar seu corpo em movimento e a comunicação que nasce dessa experiência. O método trabalha a capacidade de dançar de cada indivíduo a partir de sua própria presença, da escuta ao outro e da dinâmica e atmosfera criada pelo grupo. São dois encontros semanais: as segundas-feiras são dedicadas ao Núcleo Didático para abordar aspectos do método, em âmbito teórico e prático; já às quartas-feiras junta-se ao processo o Grupo II, para a prática do DanceAbility em forma de aula aberta, com acompanhamento de músicos improvisando com os grupos. Vale ressaltar, por fim, que a oficina não forma professores de DanceAbility. A concessão para lecionar a técnica só é obtida através do curso “DanceAbility Teacher Certification Training”, com Alito Alessi (EUA). Por outro lado, a partir do contato com a abordagem didática e com uma amostra significativa de exercícios, a metodologia DanceAbility pode ser bastante aproveitada por quem quiser utilizá-la em seu trabalho de forma a disseminar informações valiosas para a transformação de mentalidades e a abertura de novos caminhos. 5ª Oficina DanceAbility Realização: Núcleo Dança Aberta Apoio: ProAC Expresso Direto | Patrocínio: White Martins, através do ProAC ICMS. De 05 de setembro a 26 de outubro de 2022 Segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 17h30 (inclusive feriados). Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade Endereço: Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – São Paulo – SP Inscrições: Núcleo Didático (Grupo I) – 15 vagas Inscrições até 17 de agosto, exclusivamente pelo site www.nucleodancaaberta.com. Público-Alvo: pessoas com e sem deficiências, com ou sem experiência em dança, com interesses em áreas diversas (artes, educação, terapias, entre outras) e na abordagem didática do método.

Comments


bottom of page